Como ser um profissional disruptivo?

Divulgação

Os profissionais disruptivos têm se destacado cada vez mais em todas as áreas do mercado de trabalho e são muito requisitados pelas empresas, porque denotam um diferencial competitivo.

E se engana quem pensa que apenas os jovens profissionais podem ser disruptivos! Quem já tem uma longa experiência em sua área também pode e deve desenvolver um perfil disruptivo e acompanhar as transformações do mercado. É uma questão de sobrevivência.

Neste artigo, vou te explicar quais são as habilidades e competências do profissional disruptivo e o que é necessário para se tornar um!

Segue a leitura!

O que é um profissional disruptivo?

De acordo com o dicionário, disrupção significa uma interrupção brusca no curso normal de um processo. Atualmente, este termo está também diretamente ligado ao conceito de inovação.

O profissional disruptivo é aquele que tem a capacidade de enxergar oportunidades e propor soluções inovadoras para o mercado em que está inserido. Este indivíduo está em um contínuo processo de desenvolvimento pessoal e profissional e consegue acompanhar todas as tendências e mudanças que acontecem ao seu redor.

Assim como no significado original da palavra, os profissionais disruptivos conseguem mudar a configuração atual do mercado para melhor.

Além disso, essas pessoas têm a habilidade de transitar por diferentes setores de uma organização, se relacionando muito bem com seus colegas de trabalho e colaboradores e, na maioria das vezes, liderando equipes.

O profissional disruptivo é questionador por essência e está sempre disposto a aprender. Com livros, cursos, palestras, networking e experiências diversas. É ele quem sempre tem uma resposta criativa para os problemas e sente-se seguro para tomar decisões importantes.

E ainda que você não possua essas características, é possível desenvolvê-las!

Por que os profissionais disruptivos são importantes?

O mercado está cada vez mais competitivo. Todos os dias surgem diversos novos empreendedores e as grandes empresas propõem novas ideias a todo momento. Diante

disso, quem não é capaz de acompanhar as mudanças e não está preparado para sair da zona de conforto, naturalmente perde seu lugar e é passado para trás.

Os profissionais disruptivos podem abrir inúmeros caminhos para a empresa e por isso são altamente valorizados. A habilidade de propor soluções inovadoras e criativas agrega melhorias tanto para os processos internos e para a cultura organizacional, quanto para os produtos, serviços e imagem da empresa.

Como ser um profissional disruptivo?

Todo mundo tem a capacidade de desenvolver seu potencial criativo e outras habilidades disruptivas para se destacar no que faz.

Por isso, reuni algumas dicas que vão te ajudar a ser um profissional com perfil disruptivo!

1) Trabalhe o autoconhecimento

Esse é o primeiro e mais importante passo para ser disruptivo. Para provocar mudanças ao seu redor é preciso primeiro entender quem você é, quem deseja ser, quais são seus pontos fracos e pontos fortes e ser capaz de realizar mudanças em si mesmo. Mudanças que causam melhorias! Dedique-se ao seu desenvolvimento pessoal para que as suas falhas e dificuldades sejam superadas e transformadas em oportunidades.

2) Estimule a criatividade

A criatividade é a chave para a disrupção. O profissional disruptivo é adepto da inovação e das soluções que partem de novas perspectivas.

Você pode estimular seus processos criativos com novos livros sobre assuntos diversos, atividades diferentes e pequenas mudanças no seu dia a dia. Por exemplo: escolha uma atividade que você faz regularmente e saia da sua zona de conforto. Encontre novas formas de fazer aquilo!

Possibilidades também são ótimos estímulos para a criatividade! Acostume-se a sempre se perguntar “e se…?” diante de diferentes situações e busque alternativas para chegar a um resultado satisfatório.

3) Seja flexível

Outra característica importante dos profissionais disruptivos é a capacidade de se adaptar a novos contextos, inclusive os negativos. É preciso aceitar mudanças e estar disposto a procurar novas respostas e formas de agir.

Lembre-se: até os momentos de crise podem trazer oportunidades e, claro, conhecimento!

4) Seja mais assertivo nas suas decisões

O poder de decisão bem desenvolvido é uma qualidade essencial para ser um profissional disruptivo. Tenha sempre em mente os seus objetivos e saiba analisar suas opções com clareza, sem ter medo do erro. Além disso, prepare-se para saber controlar suas emoções e conseguir tomar decisões mesmo sob pressão.

A tomada de decisão também é um processo que exige imparcialidade e confiança!

5) Vá além das hard skills

As hard skills (habilidades técnicas) são importantes para executar determinadas funções e preparam um indivíduo para o mercado de trabalho. Porém, apenas estas não são suficientes para formar um profissional disruptivo de sucesso.

As soft skills, conhecidas como habilidades comportamentais, são subjetivas e têm relação com as competências interpessoais do profissional.

Características como ética, boa comunicação, facilidade para trabalhar em equipe, flexibilidade, senso de liderança e pensamento crítico são essenciais para se destacar.

Afinal, não adianta ter ideias incríveis e não saber compartilhá-las, certo?

Aplicando estas dicas, você estará no caminho certo para se tornar um profissional disruptivo requisitado pelas melhores empresas do mercado!

Últimas