Luiz Fara Monteiro Aena entrega novo Aeroporto de Campina Grande com o dobro da capacidade operacional 

Aena entrega novo Aeroporto de Campina Grande com o dobro da capacidade operacional 

Terminal teve sua capacidade operacional ampliada para atender até 250 mil passageiros por ano     

Aena: novo Aeroporto de Campina Grande com o dobro da capacidade operacional

Aena: novo Aeroporto de Campina Grande com o dobro da capacidade operacional

Aena Brasil - Divulgação

Com o dobro da capacidade operacional, e totalmente renovado, para oferecer uma experiência de viagem completa aos passageiros, a Aena entrega hoje as obras do Aeroporto Presidente João Suassuna, em Campina Grande. Os usuários agora encontram espaços mais amplos e funcionais, seguindo os padrões da concessionária de conforto, segurança e modernidade, contribuindo com o crescimento econômico e turístico de um dos principais polos culturais do Nordeste. Depois de Maceió e Juazeiro do Norte, este é o terceiro equipamento inaugurado pela Aena. 

As obras estruturais permitem a ampliação das operações em 100%. Agora, o terminal campinense tem a capacidade de atender 250 mil passageiros por ano. As intervenções nas áreas de embarque e desembarque contribuíram para esse crescimento. Com 400m², a sala de embarque ganhou um novo canal de inspeção por raio-x, mais amplo e confortável. Já o desembarque dispõe de 333,45m² e tem como principais novidades uma moderna esteira para a rápida restituição de bagagens, e novos sistemas de climatização e de combate a incêndio.  

“A conclusão das obras de ampliação do aeroporto é motivo de muito orgulho não só para quem se dedicou e trabalhou duro diariamente, mas também para toda população. Temos agora espaços mais modernos e com novas funcionalidades para os usuários. Toda a experiência de viagem teve um ganho significativo, desde a chegada do passageiro ao terminal, até o trajeto de acesso às aeronaves. Os passageiros estão tendo mais conforto e opções de serviços”, destacou Luciano Rodrigues, diretor do aeroporto. 

Mais acessibilidade e conforto

A poucos dias da inauguração, a fachada do aeroporto também passou por reformas, chamando a atenção de quem chega. Com 800m² a mais de área, o terminal de passageiros foi climatizado e ganhou uma fachada de vidro. O enorme painel de Ariano Suassuna agora se encontra dentro do prédio, embelezando o terminal e mais preservado, protegido das intempéries. Além disso, o estacionamento também recebeu melhorias, com mais vagas e segurança. Já o meio-fio passou a ficar disponível para embarque e desembarque do público, facilitando o fluxo de chegada. 

Novos serviços 

Além da reforma na infraestrutura, os serviços oferecidos no Aeroporto de Campina Grande receberam melhorias. Toda a área comercial foi readequada, com uma maior variedade de lojas, cafés e restaurantes distribuídos no terminal. A oferta de atendimento aos clientes também foi aumentada. A área de check-in ganhou um número maior de balcões, esteiras de bagagem e escritórios para as companhias aéreas. 

Expansão da malha aérea 

A reforma proporcionou a Campina Grande um aumento na malha aérea, a maior expansão da história da região. O terminal agora oferece rotas estratégicas, com voos para vários destinos diretos, como Salvador, Recife, Fortaleza, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Cada um dos destinos proporciona grande conectividade para atender a demanda dos clientes e incentivar o turismo na cidade paraibana. Além disso, o novo pátio de aeronaves se soma ao existente, elevando o patamar do aeroporto. 

Pista 

Uma série de melhorias foi feita na pista do aeroporto, tornando os procedimentos de pouso e decolagem mais seguros e adequados às normas vigentes. Na pista de taxiamento, com o objetivo de auxiliar melhor as manobras dos pilotos, foram implementadas novas sinalizações, tanto vertical, quanto horizontal. Além disso, também foram instaladas RESAs (Áreas de Segurança de Fim de Pista) nas duas cabeceiras da pista. Por fim, a iluminação foi incrementada e o asfalto foi revitalizado. 

Compromisso ambiental   

Desde o primeiro momento das obras, a redução dos impactos ambientais foi prioridade para a Aena, com estações de tratamento de água, de esgoto e central de resíduos sólidos. A melhora do uso das fontes de energia também esteve em pauta. A gestão voltada para o desenvolvimento sustentável já vem colhendo frutos. Em junho deste ano, o Aeroporto de Campina Grande foi premiado no programa de sustentabilidade da Anac. A iniciativa Aeroportos Sustentáveis avaliou ações voltadas à redução dos impactos ambientais das operações aeroportuárias nacionais.

Sobre a Aena Brasil   
Aena Brasil é a marca registrada da companhia espanhola Aena, considerada pelo Conselho Internacional de Aeroportos como a maior operadora aeroportuária do mundo em número de passageiros, com mais de 275,2 milhões em 2019 na Espanha. Desde começo de 2020, administra a concessão de seis aeroportos da região Nordeste: Recife (PE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Aracaju (SE) e Maceió (AL). Em 2019, os seis aeroportos somaram 13,7 milhões de passageiros. Agora, a concessionária começa a assumir a gestão de 11 novos aeródromos no país: Congonhas (SP), Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul; Uberlândia, Uberaba e Montes Claros, em Minas Gerais; e Marabá, Carajá, Santarém e Altamira, no Pará. Na Espanha, opera 46 aeroportos e 2 heliportos. É acionista controlador, com 51%, do aeroporto de Londres-Luton no Reino Unido, além de gerenciar aeroportos no México (12), Colômbia (2) e Jamaica (2), que totalizaram um volume de passageiros de 78,2 milhões em 2019.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas