Luiz Fara Monteiro Aeroporto de Ribeirão Preto será ampliado e passará a contar com o dobro da capacidade de embarque

Aeroporto de Ribeirão Preto será ampliado e passará a contar com o dobro da capacidade de embarque

A concessionária Rede VOA já deu início às obras. Com a expansão, terminal vai comportar até 400 passageiros sentados nas áreas de pré-embarque e embarque e catracas eletrônicas

Aeroporto de Ribeirão Preto: reformas

Aeroporto de Ribeirão Preto: reformas

Divulgação

O Aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto (SP), sob concessão da Rede VOA, vai dobrar a capacidade das salas de pré-embarque e embarque para comportar até 400 passageiros sentados. As obras já foram iniciadas e serão concluídas em 90 dias. Além da ampliação do espaço, o embarque irá receber catracas eletrônicas para agilizar a operação. 

As obras também incluem o retrofit dos banheiros das áreas de embarque e desembarque,  a segunda fase de melhoria no ar-condicionado e a recuperação de uma praça externa ao aeroporto, que vai ganhar inclusive um novo sistema de iluminação.

Estas obras vão exigir investimentos de mais R$ 3 milhões. Desde o início da concessão em 1º de abril de 2022, já foram gastos R$ 1 milhão em obras de infraestrutura no Aeroporto Leite Lopes. Neste primeiro ano de concessão, o aeroporto já recebeu mais de R$ 4 milhões em obras de recuperação. 

Nos 30 anos de concessão do aeroporto, o investimento total será de R$ 130 milhões, que incluem a construção de um novo terminal, com a remodelação da praça do entorno e a implantação de uma área de lazer e entretenimento.   

“Ribeirão Preto é o principal aeroporto comercial da Rede VOA e os passageiros merecem um local adequado e agradável para suas viagens. Não mediremos esforços para que este aeroporto seja líder em conforto e sustentabilidade”, afirma o presidente da Rede VOA, Marcel Moure.

A Rede VOA é concessionária de 16 aeroportos em todo o estado de São Paulo e visa integrar a aviação regional, com incremento em voos comerciais, executivos e criar negócios em seus sítios aeroportuários.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas