Luiz Fara Monteiro Avião decola com funcionário que cochilava no porão de cargas

Avião decola com funcionário que cochilava no porão de cargas

Incidente, considerado grave, ocorreu em voo internacional. Operador de cargas, que só acordou após a decolagem, passa bem

IndiGo: funcionário adormece e decola no porão

IndiGo: funcionário adormece e decola no porão

Wikimedia Commons

Quem nunca foi acometido por um sono intenso no meio do expediente que atire a primeira pedra.

Até mesmo tirar um cochilo de poucos minutos, dependendo do local de trabalho, pode acontecer.

Mas um operador de carga na Índia não foi atento o suficiente para despertar a tempo de evitar um incidente de grande repercussão. 

O funcionário da companhia IndiGo adormeceu no porão de carga de um A320-200 no aeroporto de Mumbai no último domingo (12).

O avião estava sendo preparado para um vôo para Abu Dhabi. A matrícula da aeronave é VT-IIJ, que operava o voo 6E-1835.

A aeronave decolou com o trabalhador no porão de carga pressurizado. O homem acordou somente após a decolagem.

Ele foi encontrado em segurança na chegada aos Emirados Árabes Unidos.

O voo 6E-1835 opera na madrugada, o que em parte pode explicar a sonolência do funcionário. Previsto para decolar às 2h25, naquele dia o IndiGo partiu com meia hora de atraso, às 2h59. O tempo de voo foi de 2 horas e 53 minutos. 

O homem, que não teve o nome divulgado, passou por exames médicos e foi enviado de volta à Índia na mesma aeronave, mas, desta vez, acomodado em um assento entre os passageiros.

“Em 12 de dezembro de 2021, uma aeronave IndiGo A320 operaria como 6E-1835 de Mumbai a Abu Dhabi. Após a conclusão do carregamento da bagagem, um dos carregadores relaxou no compartimento de bagagem 1 e adormeceu atrás da bagagem. A porta de carga foi fechada depois que a equipe do porão marcou a contagem ”, disse um oficial sênior que investiga o caso, segundo o Aviation Herald.

De acordo com o The Indies Times, a Direção-Geral da Aviação Civil (DGCA) investiga o grave incidente. 

Alguns funcionários da IndiGo foram suspensos de suas funções até a conclusão da  investigação.

“O carregador acordou quando a aeronave decolou do aeroporto de Mumbai. Ele foi detectado em Abu Dhabi, e o exame médico do trabalhador foi conduzido pelas autoridades locais. As condições físicas do homem eram estáveis. Depois de obter as autorizações necessárias das autoridades em Abu Dhabi, ele foi enviado como passageiro no voo de volta a Mumbai”, acrescentou o funcionário.

A companhia aérea se limitou a confirmar o incidente.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas