Luiz Fara Monteiro Avião perde controle e se incendeia após o pouso na Somália

Avião perde controle e se incendeia após o pouso na Somália

Primeiras informações dão conta de que mais de 30 pessoas estavam a bordo. Segundo autoridades, não houve vítimas

Fokker 50 da Jubba acidentado na Somália

Fokker 50 da Jubba acidentado na Somália

Ali Hassan Ali

Um grave acidente no aeroporto da capital da Somália deixou um avião destruído após o pouso, embora — felizmente — não tenha sido registrada nenhuma morte até agora entre as mais de 30 pessoas a bordo.

Imagens dramáticas feitas perto do aeroporto de Mogadíscio mostram uma espessa fumaça preta subindo acima do local do acidente.

Bombeiros apagaram as chamas e imagens do local mostram o avião, um Fokker 50, de cabeça para baixo.

Assista a um vídeo:

Pertencia à Jubba Airways e era um voo interno da cidade de Baidoa para a capital, dizem as autoridades.

Segundo o Aerotime Hub a companhia aérea confirmou o acidente e anunciou que todos os passageiros e tripulantes desembarcaram da aeronave com segurança.

O turboélice Fokker 50 de 30,5 anos, registrado como 5Y-JXN, estava operando um voo doméstico do Aeroporto de Baidoa quando a aeronave caiu e capotou ao pousar no aeroporto de MGQ. Um relatório indicando a causa do acidente ainda não está disponível.

Os passageiros e a tripulação foram resgatados, de acordo com as autoridades aeroportuárias citadas pela mídia estatal.

A causa do acidente ainda não está clara.

A Jubba Airways é uma companhia aérea somali que opera voos domésticos de passageiros e de carga dentro da Somália e para destinos no Oriente Médio.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas