Luiz Fara Monteiro Delta expande voos para destinos populares na Europa

Delta expande voos para destinos populares na Europa

Novidades incluem a maior programação da história da companhia em Nova York-JFK e mais rotas para a Europa a partir de Atlanta e Los Angeles 

Genebra (Suíça): retomada de voos de Nova York-JFK pela Delta

Genebra (Suíça): retomada de voos de Nova York-JFK pela Delta

Delta - Divulgação

Para os viajantes que desejam começar cedo o planejamento das férias de verão no Hemisfério Norte de 2023, a Delta anunciou a expansão de seu serviço transatlântico, com 8% mais assentos disponíveis do que no verão* de 2022. A companhia oferecerá voos novos ou retomados para destinos como Londres-Heathrow, Paris, Genebra, Stuttgart (Alemanha) e Berlim.


“No próximo verão, a Delta dará aos clientes acesso expandido a destinos populares em toda a região transatlântica, continuando a solidificar sua posição como a transportadora número 1 em Nova York”, disse o vice-presidente sênior de Planejamento de Rede da Delta, Joe Esposito. “Com quase 620 voos semanais e conectividade para 32 destinos na Europa e além dela, os clientes terão uma variedade de destinos icônicos para explorar e uma jornada inigualável para desfrutar do outro lado do oceano”.

NOVOS VOOS A PARTIR DOS PRINCIPAIS HUBS GLOBAIS DA DELTA

Nova York

Para reforçar a posição doméstica número 1 da Delta na cidade de Nova York, a companhia entregará, no próximo verão*, sua maior programação transatlântica de todos os tempos a partir do JFK, oferecendo mais de 220 partidas semanais para 26 destinos, incluindo novos serviços diários para:


Genebra, a partir de 10 de abril (voo oferecido pela primeira vez desde 1993).
Londres-Gatwick, a partir de 10 de abril.
Retomada do serviço diário para Berlim em 25 de maio.

Além disso, a Delta adicionará um terceiro voo sazonal para Roma a partir de 25 de maio, com operação diária.

O JFK está passando por uma transformação de US$ 1,5 bilhão, parte do investimento de US$ 12 bilhões da Delta, ao longo de uma década, na infraestrutura aeroportuária dos Estados Unidos. A expansão incluirá um novo Delta Sky Club no Saguão A do Terminal 4, bem como um Delta One Club com um nível de serviço dedicado que eleva ainda mais a experiência do lounge. Uma vez que a obra esteja concluída, no início de 2024, todas as operações da Delta serão consolidadas em um único terminal, permitindo uma experiência de viagem mais conveniente para os clientes.

Atlanta

Atlanta é a cidade natal da Delta, que a partir dali realiza aproximadamente 800 voos nos dias de pico para destinos em todo o mundo. Assim, a Delta é a maior companhia aérea internacional em Atlanta, onde seu hub também serve como o maior conector global. E, no próximo verão*, a empresa acrescentará 11 voos semanais para três destinos transatlânticos, incluindo:

Serviço três vezes por semana para Dusseldorf (Alemanha), a partir de 09 de maio (reiniciando a rota pós-pandemia).
Serviço sazonal, cinco vezes por semana, para Edimburgo (Escócia), a partir de 25 de maio (uma rota não operada desde 2007).
Retomada do serviço três vezes por semana para Stuttgart, a partir de 26 de março.

Los Angeles

Como a maior companhia aérea global do Aeroporto Internacional de Los Angeles (LAX), a Delta se orgulha de oferecer aos angelenos (moradores de Los Angeles) um acesso global incomparável, voando para lugares como o Taiti. O verão* de 2023 aproveitará essa empolgação ao relançar o serviço para cidades que não são atendidas há anos, incluindo a adição do serviço diário para:

Paris, a partir de 08 de maio (reiniciando a rota pós-pandemia).
Londres-Heathrow, a partir de 25 de março (uma rota não operada desde 2015).
Além disso, a Delta continua comprometida em transformar a experiência aeroportuária em seu hub da Costa Oeste, com a novíssima instalação do T3 sendo aberta aos clientes em 05 de outubro. Esse grande marco de infraestrutura contará com nove novos portões de embarque com áreas de assentos espaçosas, bem como concessões premium e oferta de lojas.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas