Luiz Fara Monteiro Falha no rádio interrompe voo intercontinental nos Estados Unidos

Falha no rádio interrompe voo intercontinental nos Estados Unidos

Boeing 767-400 da United que ia para a Espanha despejou combustível logo após a decolagem e retornou ao aeroporto de Dulles, em Washington

Boeing 767-400 da United semelhante ao da ocorrência

Boeing 767-400 da United semelhante ao da ocorrência

Meisterflieger - Wikimedia Commons

Uma falha no rádio de comunicação fez um avião da United Airlines interromper um voo assim que a aeronave decolou da capital americana.

O Boeing 767-400 da United, matrícula N67058, realizava o voo UA-992 do aeroporto Dulles, em Washington, D.C., nos Estados Unidos, para Barcelona, ​​na Espanha.

O avião decolava da pista 30 do terminal de Dulles e teve a frequência com a torre interrompida. O Controle de Tráfego Aéreo (Air Traffic Control — ATC) tentou várias chamadas subsequentes, mas não obteve resposta. Depois disso, tentou-se estabelecer o contato indireto com o cockpit por meio de outra aeronave da empresa, também sem sucesso.

A tripulação do United posteriormente sinalizou via Acars que havia perdido todos os seus rádios de comunicação. Acars é a sigla para Aircraft Communications Addressing and Reporting System, um sistema de datalink digital utilizado para a transmissão de mensagens curtas entre aeronaves e estações terrestres via rádio, banda aérea ou satélite

O Boeing 767 então interrompeu a subida a 10 mil pés, despejou combustível — em um procedimento conhecido como dump fuel — e retornou ao aeroporto de Dulles para um pouso seguro na pista 01R, cerca de 105 minutos após a decolagem.

Um Boeing 767-400 substituto, com registro N66057, chegou a Barcelona com um atraso de cerca de 12,5 horas.

A aeronave envolvida na ocorrência retornou ao serviço cerca de 24 horas após o pouso, como informa o Aviation Herald.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas