Luiz Fara Monteiro Homem é preso após abrir saída de emergência e caminhar sobre asas de avião

Homem é preso após abrir saída de emergência e caminhar sobre asas de avião

Dezenas de passageiros apoiaram a atitude do homem, sob a alegação de que o voo da Aeromexico atrasou mais de 4 horas e que a companhia manteve todos a bordo em condições precárias

Passageiros reclamam do atraso excessivo a bordo do voo da Aeromexico

Passageiros reclamam do atraso excessivo a bordo do voo da Aeromexico

Reprodução

Revoltado com o atraso de mais de 4 horas de um voo da Cidade do México para a Cidade da Guatemala, um passageiro abriu a porta de emergência do avião e passou a caminhar sobre as asas da aeronave, que estava no pátio do Aeroporto Internacional Benito Juárez da Cidade do México.

O terminal confirmou, por meio de um comunicado, que um homem abriu uma saída de emergência e caminhou na asa de um avião que aguardava no pátio pela decolagem. Agentes de segurança foram acionados, entregando o homem à polícia. 

A ocorrência não terminou por aí: mais de setenta ´passageiros que estavam a bordo assinaram uma declaração confirmando que a companhia aérea os fez esperar por mais de quatro horas sem ventilação ou água, dentro do avião. A versão das testemunhas dizia que o homem agiu “para proteger a todos, com o apoio de todos”.

O voo AM672, que deveria ser operado pelo Boeing 737-800, de matrícula XA-AMB, estava programado para decolar às 8h45 desta quinta-feira (25), mas só seguiu para a Cidade da Guatemala às 14h18, de acordo com dados da plataforma de rastreamento FlightRadar24, em uma aeronave substituta.

o avião teria permanecido com os passageiros a bordo em uma posição remota ao prédio do terminal.  

Em comunicado, o aeroporto informou que “um passageiro de um voo para a Guatemala abriu uma porta de emergência em um avião, caminhou por uma das asas e depois voltou a entrar na cabine, sem afetar a aeronave ou qualquer pessoa”. outro."

“De acordo com os regulamentos de segurança internacionais, esta pessoa entregou-se às autoridades”, afirma o texto.

Pelo menos 77 passageiros a bordo do voo da AeroMexico para a Guatemala assinaram a declaração manuscrita em papel de caderno, e publicaram fotos e vídeos da situação a bordo em apoio às ações do homem.

“O atraso e a falta de ar criaram condições que colocaram em risco a saúde dos passageiros. Ele salvou nossas vidas”, diz o comunicado.

Um relatório oficial de incidente apresentado às autoridades aeroportuárias confirmou em grande parte essa versão.

“Por volta das 11h37, uma companhia aérea mexicana relatou o início de um distúrbio devido ao descontentamento dos passageiros no voo AM672”, segundo o relatório. “O voo estava previsto para decolar às 8h45 de quinta-feira, mas por causa de um alerta de manutenção no avião, o capitão teve que retornar ao portão para a manutenção necessária.”

“Este evento exigiu a troca do avião", explica o relatório. 

As autoridades aeroportuárias não identificaram o homem e não quiseram comentar se ele permanece sob custódia ou se enfrenta acusações.

Um vídeo aparentemente gravado a bordo do voo mostrou passageiros se abanando e pedindo água a um comissário.

A AeroMexico não havia se manifestado até a publicação desse texto.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas