Luiz Fara Monteiro Qatar Airways responde Airbus e mostra vídeo com falhas em avião

Qatar Airways responde Airbus e mostra vídeo com falhas em avião

Filme é mais um capítulo da guerra milionária entre a fabricante e a companhia aérea, que alega falha de acabamento no A350. Disputa supera os 600 milhões de Euros

1 minuto e 37 segundos.

Esta é a duração do vídeo produzido pela Qatar Airways.

Não é um filme publicitário, de alta produção, como a companhia com sede em Doha está acostumada a produzir. 

Pelo contrário.

Mostra a fuselagem de pelo menos três modelos A350, de registros A7-ALE, A7-ALT e A7-ALG , deteriorada.

São 21 aeronaves da Qatar retiradas de operação nos últimos meses. A companhia sustenta que a iniciativa é uma determinação do próprio órgão regulador de aviação no Qatar.

A alegação: desgaste adiantado no acabamento da pintura.

Aeronaves apresentaram falhas no acabamento da pintura

Aeronaves apresentaram falhas no acabamento da pintura

Divulgação

São aviões novos, que começaram a ser fabricados em série a partir de 2015. 

No filme, mãos com luva puxam lascas da pintura da fuselagem para provar uma suposta qualidade ruim  no acabamento dessas aeronaves.

O filme é uma pronta resposta à decisão anunciada nesta quinta-feira pela Airbus de suspender o contrato da venda de 50 modelos A321Neo à Qatar.

A companhia aérea reivindica na justiça uma indenização de quase 620 milhões de Euros da fabricante.

Mais uma compensação extra de US$ 4 milhões por cada dia em que seus 21 aviões A350 permanecem em solo pelos danos na fuselagem, que incluem erosão e lacunas em uma camada de proteção contra raios.

A curiosidade é que o A350XWB (iniciais para Extra Wide Body) foi desenvolvido em conjunto pela Qatar. Um dos protótipos utilizdos para fins de certificação tinha pintura da Qatar, inclusive.

Akbar Al-Baker, CEO da Qatar Airways

Akbar Al-Baker, CEO da Qatar Airways

Qatar Airways - Divulgação

Ninguém menos que o CEO da Qatar, Akbar Al-Baker, aparecia em várias filmagens de promoção do modelo. No vídeo abaixo, produzido em dezembro de 2014, Baker aparece assinando contratos e supervisionando o interior de um dos protótipos da Airbus. 

Baker tem estilo próprio, duro, não economiza palavras duras mesmo em declarações públicas. 

O antigo parceiro é hoje o maior rival da Airbus.

A briga é grande. E tudo indica que será decidida mesmo na justiça. 

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas