Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Renda Extra
Publicidade

Empresário queria apenas uma renda extra, mas ela virou uma franquia que fatura milhões

Gabriel Alberti nasceu no interior de São Paulo e virou empreendedor de sucesso aos 30 anos de idade

Minha historia|Do R7


Aos 36 anos, Gabriel Alberti comanda franquia com unidades espalhadas pelo país
Aos 36 anos, Gabriel Alberti comanda franquia com unidades espalhadas pelo país

Gabriel Alberti nunca imaginou que seria dono de uma poderosa rede de franquias de comida italiana antes dos 30 anos de idade. Nascido em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, aprendeu a gostar da área comercial muito cedo, desde a época em que estudava e, depois da escola, passava as tardes na fábrica de sofás dos pais, acompanhando de perto toda a rotina da empresa.

Quando completou 18 anos, foi para a capital fazer faculdade de administração de empresas, caminho natural de quem respirava negócios. Logo veio o primeiro estágio, numa grande construtora, e, na sequência, o convite para um cargo estratégico numa rede multinacional de supermercados.

”Nesse meu primeiro trabalho, a minha área era responsável pela compra de terrenos e por negociações com shoppings para novas lojas da rede”, relembra.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

• Assine a newsletter R7 em Ponto

Depois de alguns anos, aceitou a proposta da rede concorrente, escolha que não lhe rende boas lembranças.

Publicidade

“Essa foi, de longe, uma das piores decisões que tomei na vida, principalmente porque foi tomada pelo dinheiro. Um ano depois eu fui demitido, retornei para São José do Rio Preto e fiquei tão frustrado que não queria mais voltar para São Paulo”, diz. 

Após várias tentativas de voltar ao mercado de trabalho, entendeu que o seu futuro era mesmo como empreendedor. De família italiana e acostumado a comer delícias passadas por gerações, Gabriel decidiu, no fim de 2016, abrir um restaurante de comidas típicas do país dos seus ancestrais. “Montei a primeira loja com o intuito de ter uma fonte de renda”, afirma.

Leia também

Com o conceito de oferecer uma boa massa italiana, com preços acessíveis e recheada de afeto, a Itália no Box nasceu com o intuito de remeter o cliente às boas experiências, como um almoço de domingo em família.

“Temos mais de 30 opções de sabores, entre massas clássicas, massas recheadas, pratos executivos, saladas e sobremesas”, declara Alberti.

“O prato mais vendido de toda a rede é o Minha Receita, em que o cliente escolhe o tipo de macarrão, o molho e cinco ingredientes. O segundo é o filé à parmegiana — vendemos cerca de 820 mil parmegianas por ano”, completa ele.

O negócio não só deu muito certo, como abriu franquia dois anos depois e é hoje uma rede espalhada por 70 cidades em todo o Brasil. A Itália no Box está presente em 18 estados, com mais de cem franqueados. Somente em 2023, foram 30 lojas vendidas, 40 toneladas de massas utilizadas no preparo dos pratos, e o faturamento chegou aos R$ 70 milhões.

As projeções para 2024 não são nem um pouco tímidas: além de alcançar os R$ 100 milhões de faturamento e cem lojas ativas no Brasil, a rede tem programadas duas inaugurações em Portugal: uma em Lisboa e outra em Porto. E também uma possível expansão para a Flórida, nos Estados Unidos.

Conheça o cookie da cafeteria Duckbill

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.