Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Renda Extra
Publicidade

Poupança pode render mais que inflação com a atual taxa de juros; veja simulações

Compare rentabilidade de seis investimentos; nesta quarta-feira, o Banco Central manteve a taxa de juros do Brasil em 13,75%

Renda Extra|Do R7

Simulador mostra onde o seu dinheiro vai render mais
Simulador mostra onde o seu dinheiro vai render mais Simulador mostra onde o seu dinheiro vai render mais

O Banco Central manteve mais uma vez a taxa Selic em 13,75% ao ano. Apesar de a taxa estar neste patamar desde setembro de 2022, a expectativa é que ela comece a diminuir ainda neste ano. A decisão influencia os investimentos. A Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira. Se ela aumenta, fica mais caro conseguir um empréstimo bancário, por exemplo.

De acordo com projeção da equipe econômica do C6 Bank, a Selic cairá de 13,75% para 12,50% até o fim de 2023. A previsão anterior era que a taxa ficaria em 13,75% até o fim do ano e só começaria a cair em 2024.

Confira abaixo a rentabilidade líquida de vários produtos de renda fixa calculada pelo educador financeiro do C6 Bank, considerando um cenário em que o dinheiro ficará aplicado por 1 ano:

A poupança poderá ter ganho real acima da inflação prevista para o ano, com base em estimativas de que o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) encerre 2023 em 6,05%.

Publicidade

“A taxa Selic se manteve, mas a expectativa do mercado é de queda. Portanto, os títulos já estão precificados com essa expectativa”, afirma Rafael Haddad, planejador financeiro do C6 Bank.

Segundo ele, a expectativa de queda de juros abre uma oportunidade para investir em títulos prefixados de renda fixa.

Publicidade

 Compartilhe esta notícia no WhatsApp

 Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

“O investidor que comprar esses títulos agora consegue travar uma taxa alta e ganhar lá na frente, quando se espera que os juros comecem a cair”, afirma.

Leia também

O risco dos prefixados é que, se os juros subirem mais que a taxa contratada, o investidor deixa de ganhar com sua aplicação.

“É difícil ter certeza do movimento do mercado. Por isso, a melhor recomendação é sempre a de diversificar a composição da carteira de investimentos”, acrescenta o planejador financeiro.

Na hora de comparar a remuneração dos investimentos, é bom colocar no papel que a maioria dos produtos de renda fixa, como CDBs, paga Imposto de Renda.

Nesse caso, quanto mais tempo o dinheiro ficar aplicado, menor será a tributação que incide sobre o rendimento: a alíquota de IR varia de 22,5% (aplicações até 180 dias) a 15% (aplicações de mais de 720 dias).

Mesmo descontando o IR, a rentabilidade dos CDBs supera com folga a da poupança, principalmente quando a Selic fica acima de 8,5% ao ano, como agora.

Quando isso acontece, o rendimento líquido da poupança passa a ser de apenas 0,5% ao mês mais Taxa Referencial, enquanto o dos CDBs tende a acompanhar a alta dos juros.

Previsão do mercado

Segundo o Boletim Focus divulgado pelo Banco Central na terça-feira (2), o mercado manteve a previsão de manutenção da Selic. Pela segunda semana seguida, a estimativa é que a taxa encerre este ano em 12,50% — ou seja, 1,25 ponto percentual abaixo do nível atual.

Leilão da Receita tem lotes com carros clássicos e novos juntos, a partir de R$ 3 mil

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.