Rio de Janeiro Águas do Rio começa a operar serviços de água e esgoto no Estado

Águas do Rio começa a operar serviços de água e esgoto no Estado

Concessionária assume 124 bairros da capital e outros 26 municípios. Contrato firmado vale por 35 anos

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola, do R7*

A concessionária Águas do Rio iniciou as operações dos serviços de água e esgoto no Estado do Rio de Janeiro nesta segunda-feira (1°). A empresa vai atender população de 124 bairros da capital e de outras 26 cidades. 

Empresa iniciou operações nesta segunda (1°)

Empresa iniciou operações nesta segunda (1°)

Divulgação/Governo do Rio

Durante o evento de lançamento, a empresa anunciou 100 obras que fazem parte de um investimento de R$ 24,4 bilhões ao longo de 35 anos de concessão, em ações de recuperação, ampliação das redes e contratação de profissionais.

O edital do leilão dos serviços também tornou obrigatória a aplicação de cerca de R$ 1,8 bilhão em comunidades nos próximos três anos.

O governador Cláudio Castro e o presidente da concessionária Alexandre Bianchini estiveram nas comunidades da Mangueira e da Barreira do Vasco, na zona norte do Rio, com 200 moradores contratados para trabalhar no programa Vem com a Gente.

A ação vai mapear as residências e fazer contato para atualização de cadastros, inclusão na tarifa social, ampliação e manutenção de redes, entre outros serviços.

“Nosso projeto tem três pilares fundamentais: a despoluição da Baía de Guanabara, prestar serviço de água e esgoto e o apoio às comunidades do Rio. Vamos levar água com qualidade e em quantidade. Queremos ultrapassar metas contratuais. Nosso foco é melhorar a qualidade de vida das pessoas”, afirmou Alexandre Bianchini.

A Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro) segue responsável pela captação e pelo tratamento na maior parte da Região Metropolitana. No interior, a Águas do Rio está encarregada por todo o ciclo de água, passando pela captação e tratamento da água, além da coleta e tratamento do esgoto.

Com a concessão, o governo estadual espera que 99% da população tenha acesso à água tratada em 10 anos e 90% sejam atendidos com rede de tratamento de esgoto em 12 anos.

“Eu não tenho dúvida de que, ainda este ano, a nossa população começará a perceber as mudanças que essa concessão trouxe. O que importa é que essa política pública chegue a cada morador do Estado do Rio de Janeiro”, afirmou Cláudio Castro.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas