Rio de Janeiro Ambulante acusa seguranças do MetrôRio de agressão na zona norte

Ambulante acusa seguranças do MetrôRio de agressão na zona norte

Edvan não quis pagar a passagem de seu filho e foi imobilizado por vigilantes em Del Castilho. Funcionários da estação afirmam que foram ameaçados

Imagens mostram ambulante cercado por seguranças

Imagens mostram ambulante cercado por seguranças

Reprodução/Record TV Rio

Uma confusão entre seguranças do Metrô e um ambulante, na última quarta-feira (24), na estação de Del Castilho, zona norte do Rio de Janeiro, terminou na delegacia. Edvan dos Santos, de 35 anos, acusa os funcionários do Metrô Rio de agressões após ser abordado com seu filho de 10 anos.

Suspeita é presa por traficar 10 kg de pasta base de cocaína no RJ

O ambulante colocou a criança do outro lado da roleta, sem pagar sua passagem. Edvan foi repreendido pelos seguranças, que após discussão, o imobilizaram em frente ao seu filho.

Imagens gravadas por passageiros do metrô mostram Edvan sendo levado para uma sala pelos seguranças. Em seguida, o ambulante é visto com seu filho, que tenta ser acalmado pelas pessoas na estação.

“Eles [seguranças] chegaram me abordando de um jeito como se eu fosse um dos bandidos mais perigosos do Rio de Janeiro. Meu filho ficou totalmente sem entender nada, naquele instante ele pensou que perderia o pai dele”, disse Edvan em entrevista à Record TV Rio.

Segundo o MetrôRio, “o cliente ameaçou o funcionário dizendo que iria em casa e voltaria à estação”. A empresa ainda informou que abriu uma sindicância interna para “apurar a conduta do funcionário que se envolveu” na briga.

Operação vai destruir cerca de 16 mil armas no Rio de Janeiro

A Polícia Militar foi chamada e levou os envolvidos na confusão para a 44ª DP (Inhaúma) para prestar depoimento. De acordo com a Polícia Civil, o caso foi encaminhado à Justiça do Rio.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas