Anthony e Rosinha Garotinho são levados para presídio no Rio

Casal foi preso em cumprimento à ordem da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, após a cassação de um habeas corpus 

Ex-governadores deixam a Cidade da Polícia

Ex-governadores deixam a Cidade da Polícia

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO 30.10.2019

Os ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony e Rosinha Garotinho foram encaminhados à Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro, após realizarem exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal), na manhã desta quarta-feira (30).

Leia mais: RJ: jovem que sumiu em Bangu, na zona oeste, é encontrada no Acre

Eles foram presos na manhã desta quarta em cumprimento à ordem da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, após a cassação de um habeas corpus concedido ao casal.

Garotinho, que foi preso pela quinta vez, e Rosinha, presa pela terceira vez, são acusados pelo MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) por superfaturamento de R$ 62 milhões em contratos celebrados entre a prefeitura de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, e a construtura Odebrecht, para a construção de residências populares dos programas “Morar Feliz I” e “Morar Feliz II”.

Em seu perfil em uma rede social, o ex-governador disse que vai recorrer da decisão.

"Eu estou sendo vítima de uma parte do aparato judicial do nosso Estado. Para se ter ideia, para justificar essa prisão preventiva ilegal sem nenhum fato concreto usaram as palavras mentirosas de uma testemunha que já mudou seu depoimento mais de seis vezes e já foi considerada sem fé pública por um Ministro do STF", afirmou Anthony Garotinho.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Celso Fonseca