Rio de Janeiro Após noite de tiroteio, operação no Dendê continua nesta quarta

Após noite de tiroteio, operação no Dendê continua nesta quarta

Vídeos gravados por moradores da Ilha do Governador registraram tiros de traçantes; agentes do BAC e do Bope participam da ação na comunidade

Morro do Dendê

Operação no Dendê começou após morte de major

Operação no Dendê começou após morte de major

Reprodução / RecordTV Rio

Policiais do BAC (Batalhão de Ações com Cães) e do Bope (Batalhão de Operações Especiais) dão continuidade, na manhã desta quarta-feira (28), a uma operação no morro do Dendê, na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro, após intenso tiroteio na região na noite de terça-feira (27).

Operação contra violência a mulher na internet termina com 5 presos

De acordo com a Polícia Militar, o confronto começou após a chegada de agentes do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e das Forças Armadas. Vídeos gravados por moradores da comunidade registraram balas de traçantes durante a noite.

A ação, que ocorre desde a tarde de terça, tem como objetivo localizar e prender os responsáveis pelo assassinato do major Alan de Luna Freire, de 40 anos. Segundo a polícia, o PM era ameaçado por traficantes do Dendê.

Durante a operação, um suspeito foi baleado. Ele chegou a ser levado sob custódia para o Hospital Municipal Evandro Freire, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Com ele, os agentes apreenderam um fuzil.

Até as 10h, não havia informação sobre presos. Entre os principais alvos da operação está um ex-policial militar e o chefe do tráfico do morro do Dendê. Informações sobre a localização do traficante valem R$ 30 mil, sendo a maior oferecida pelo Disque Denúncia no momento. Elas podem ser enviadas pelo WhatsApp (21) 98849-6099, Facebook, aplicativo do Disque Denúncia RJ e pela Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177. Em todos os canais de denúncias, o anonimato é garantido.

Assista ao vídeo:

*Estagiária do R7, sob supervisão de Diego Junqueira