Rio de Janeiro Após temporal, RJ deve ter mais chuva e vento durante semana

Após temporal, RJ deve ter mais chuva e vento durante semana

Capital entrou em estágio de atenção neste domingo (12). Pelo menos 26 sirenes foram acionadas em diversas comunidades

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira*, do R7, com Record TV Rio

Ruas em Guaratiba ficaram alagadas

Ruas em Guaratiba ficaram alagadas

Reprodução/Record TV Rio - Guaratiba

Fortes chuvas atingiram o Rio de Janeiro na tarde deste domingo (12). Às 16h25, a capital fluminense entrou em estágio de atenção, o terceiro na escala de impacto. A previsão é de pancadas de chuva isoladas até a quarta-feira (15), com chuva fraca a moderada a qualquer momento na quinta e sexta-feira.

A Defesa Civil informou que, ao todo, 26 sirenes foram tocadas nas comunidades Vila Cruzeiro, São João, Salgueiro, rua Vira, Parque Vila Isabel, Parque Alvorada, Palmeiras, Ouro Preto, Nova Brasília, Macacos, Jardim do Carmo, Chapéu Mangueira e Babilônia. 

Ainda durante a tarde, o telhado do Ciep Heitor dos Prazeres, em Pedra de Guaratiba, na zona oeste do Rio, caiu.

Teto de Ciep em Pedra de Guaratiba caiu na tarde deste domingo (12)

Teto de Ciep em Pedra de Guaratiba caiu na tarde deste domingo (12)

Reprodução/Record TV Rio

Parte do telhado do Iate Clube, na Urca, também desabou com a tempestade. 

Até esta madrugada, houve pelo menos 123 ocorrências relacionadas à chuva em diversos pontos da cidade. Entre elas, quedas de árvore e bolsões d'água. O vento chegou a 68,5 km/h.

Em decorrência das chuvas, vários bairros ficaram sem luz. Trechos do Jardim Botânico, São Conrado, Barra da Tijuca, Campo Grande e Jacarepaguá sofreram com a falta de energia. Em nota, a Light informou que já restabeleceu a eletricidade de 90% dos clientes afetados pelo temporal de ontem e "continua trabalhando incessantemente para normalizar [o fornecimento aos] clientes que ainda faltam".

De acordo com a Marinha, eventos no sul do Brasil podem evoluir para uma baixa pressão, que deverá causar uma intensificação nos ventos de direção nordeste. A intensidade deve ser de até 61 km/h na faixa litorânea dos estados do Rio de Janeiro, ao norte de Saquarema, e do Espírito Santo, ao sul de Marataízes, entre a manhã deste dia 14 e a noite do dia 15 de dezembro.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas