Rio de Janeiro Apuração inicial indica cabo partido como causa de fogo em trem no Rio

Apuração inicial indica cabo partido como causa de fogo em trem no Rio

Por volta de 7h15, transporte voltou ao normal; concessionária que administra a linha investiga como o equipamento se rompeu

  • Rio de Janeiro | Rafael Nascimento, do R7*

Danos na composição da Supervia após princípio de incêndio na manhã desta sexta (28)

Danos na composição da Supervia após princípio de incêndio na manhã desta sexta (28)

Reprodução/Record TV

Um cabo da rede aérea partido pode ter causado o incêndio que atingiu um dos vagões do primeiro carro de um trem da Supervia, empresa responsável pelo serviço no Rio de Janeiro. O incidente ocorreu por volta das 6h desta sexta (28), próximo à estação de Del Castilho, no ramal Belford Roxo.

O trem seguia para estação Central do Brasil e, ao entrar em contato com o pantógrafo (equipamento que liga o trem à rede aérea), houve um curto-circuito, provocando princípio de incêndio no lado externo do trem.

A Supervia informou ainda que o interior da composição é anti-inflamável e que o fogo que se vê nas imagens gravadas por passageiros é de material externo, que caiu dentro do trem. Técnicos apuram os possíveis motivos que provocaram o dano no cabo.

Às 7h15, os trens voltaram a circular no ramal Belford Roxo. Os clientes estão sendo informados sobre a normalização por meio dos canais de comunicação da concessionária. Ao menos 14 estações do ramal haviam sido fechadas temporariamente. Os intervalos ficaram irregulares e se normalizam ao longo do dia.

Feridos

No momento do incêndio, os passageiros se assustaram e tentaram sair da composição, o que provocou ferimentos em duas mulheres e um homem, identificados como Eduardo Nobre, de 48 anos, Marcele Borges, de 35 anos e Luzinete Alberto, de 34 anos. Eles foram levados para o Hospital Salgado Filho, no Méier, zona norte. Em nota, o hospital informou que os três pacientes estão sendo avaliados pelos médicos e estão todos estáveis.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Raphael Hakime

Últimas