Rio de Janeiro Casal é detido por tráfico de pessoas com deficiência auditiva

Casal é detido por tráfico de pessoas com deficiência auditiva

Venezuelanos obrigavam deficientes auditivos a esmolar na rua para pagar estadia e despesas de viagem; casal arrecadava cerca de R$ 500 por semana 

Panfletos entregues por vítimas foram recolhidos

Panfletos entregues por vítimas foram recolhidos

Reprodução

Um casal de turistas Venezuelanos foram presos na manhã desta quinta-feira (13). Eles são acusados de tráfico internacional de pessoas com deficiência auditiva. Os venezuelanos foram detidos na casa onde moravam, no Grajaú, zona sul do Rio.

Leia mais: PM é assassinado durante confronto em Arraial do Cabo

O mandado de busca e apreensão foi realizado pela Deat (Delegacia Especial de Atendimento ao Turista). Na ação os agentes apreenderam os passaportes do casal, além de documentos e cartões dos estrangeiros. Foram encontrados  também centenas de folhetos que eram distribuídos pelos deficientes auditivos na rua.

De acordo com as investigações da Deat, o esquema feito pelo casal de venezuelanos consistia em trazer os deficientes auditivos daquele país para o Brasil com a promessa de emprego e ganhos financeiros. Ao chegarem ao Rio de Janeiro eles eram obrigados a esmolar nas ruas para pagar as suas despesas de viagem, e estadia na cidade.

Os estrangeiros eram mantidos na casa em situação análoga à escravidão. Há uma estimativa ainda que o casal conseguia arrecadar cerca de R$ 500 por dia durante a semana e até R$ 200 por dia aos finais de semana.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa