Rio de Janeiro Claudio Castro confirma ligação de Dr. Jairinho após morte de Henry

Claudio Castro confirma ligação de Dr. Jairinho após morte de Henry

Governador em exercício do Rio disse que explicou ao vereador que caso seria investigado pela polícia e que encerrou telefonema

O governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, confirmou nesta quinta-feira (1º) ter recebido uma ligação de Dr. Jairinho horas antes de a morte do menino Henry, enteado do vereador, ganhar repercussão na mídia.

Morte do menino Henry é investigada pela polícia

Morte do menino Henry é investigada pela polícia

Reprodução/ Record TV

Castro informou que, no telefonema, se limitou a explicar a Dr. Jairinho que o assunto seria tratado pela delegacia responsável pelo inquérito e encerrou a ligação, segundo a assessoria de imprensa.

Sem dar mais detalhes sobre a conversa, o governador em exercício ressaltou que sempre garantiu total autonomia à Polícia Civil e que não interfere em investigações.

O advogado de Dr. Jairinho, André França, disse que o vereador e Cláudio Castro, que já trabalharam juntos na Câmara do Rio, são amigos e que a preocupação "sempre foi dar maior transparência e justiça ao caso", sem que a figura do político gerasse qualquer parcialidade que o prejudicasse. A declaração foi dada hoje em frente ao condomínio onde o vereador morava com a mãe de Henry e o menino.

A Polícia Civil realiza no apartamento do casal, nesta tarde, a reprodução simulada do caso para tentar esclarecer o que aconteceu com a criança. O laudo da morte apontou diversas lesões no corpo de Henry, entre elas uma grave no fígado. A mãe e o padrasto afirmaram que se tratou de um acidente doméstico, mas o pai levanta suspeitas sobre a versão.

Por orientação do advogado André França, o casal não deve participar da reconstituição após a polícia ter negado o pedido de adiamento do procedimento.

O advogado alegou que a mãe está em profunda depressão e que não houve tempo suficiente para um assistente se preparar para participar da simulação. No entanto, a intimação da polícia advertiu que, em caso de não comparecimento, o casal pode responder por crime de desobediência.

Últimas