Rio de Janeiro Colégio Pedro II anuncia retorno de atividades presenciais 

Colégio Pedro II anuncia retorno de atividades presenciais 

Escola tem volta prevista para 22 de novembro; Uerj e UFRRJ vão exigir passaporte da vacina para comunidade universitária 

  • Rio de Janeiro | Gabriel Pieroni, do R7*

Colégio Pedro II anuncia retorno as atividades presenciais

Colégio Pedro II anuncia retorno as atividades presenciais

Wikimedia Commons

O Colégio Pedro II retomará todas as atividades presenciais a partir do dia 22 de Novembro.  Essa volta ocorrerá de forma hibrida, gradual e cumprindo os protocolos sanitários contra a disseminação da Covid-19, segundo a instituição.

Essa ação cumpre a ordem judicial do TRF2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região), que concedeu tutela de urgência à solicitação do MPF (Ministério Público Federal), pedindo retorno imediato das aulas presenciais no prazo máximo de 15 dias.

Uma reunião online com estudantes, responsáveis e servidores, antes do retorno presencial, com o objetivo de apresentar as medidas de segurança, também será feita.

O protocolo de segurança contra Covid-19 do CPII, foi aprovado pelo Consup (Conselho Superior). Segundo o colégio, as medidas trazem orientações e recomendações relacionadas ao distanciamento social, higienização, segurança sanitária, uso compartilhado dos espaços físicos e controle em relação a casos suspeitos e confirmados de Covid-19.

Retorno às atividades

O retorno às atividades presenciais dos servidores e empregados públicos, será definido por cada direção-geral, de acordo com as especificidades de cada Campus. No caso de revezamento em dias, os servidores que não estiverem trabalhando presencialmente, deverão trabalhar de maneira remota.

Poderão permanecer em home office os servidores, empregados públicos e estagiários que: tem 60 anos ou mais, imunodeficiência ou doença crônica ou grave, pessoas com deficiência e que não podem ser vacinadas. Alunos e colaboradores que se enquadram nessas situações, deverão preencher uma auto declaração disponibilizada pela instituição.

Volta às universidades

A Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e a UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), por meio do Consun (Conselho Universitário), divulgaram a obrigatoriedade da apresentação do passaporte da vacina para o ingresso e a permanência nas dependências internas das faculdades.

Alunos e servidores deverão comprovar que estão efetivamente imunizados contra Covid-19, há pelo menos 15 dias, após terem tomado a segunda dose, ou a dose única, dentro do ciclo de vacinação vigente. Essa lei começa a valer na Uerj, a partir de 1º de dezembro, quando as atividades presenciais serão retomadas.

A UFRRJ afirma que está se mobilizando com as demais instituições federais de ensino do Rio de Janeiro para apresentar recurso à decisão proferida pelo Desembargador do TRF2.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas