Corpo de delegado é achado em carro com marcas de tiros no Rio

Delegado Fábio Monteiro trabalhava na Central de Garantias

Delegado foi morto a tiros
Delegado foi morto a tiros Reprodução

O corpo de um delegado da Polícia Civil foi encontrado com marcas de tiros na mala de um carro, nesta sexta-feira (12), no Jacarezinho, na zona norte do Rio. Segundo a polícia, a vítima é Fábio Monteiro, que trabalhava na Central de Flagrantes. 

De acordo com a Polícia Militar, o veículo estava abandonado na avenida Dom Helder Câmara. Ainda foram achados um distintivo de delegado, um livro de direito penal e um crachá da feira literária policial. 

Testemunhas disseram que o policial foi rendido por criminosos quando passava pelo local conhecido como Buraco do Lacerda. Após ver o distintivo, o bando levou o agente para a comunidade do Arará, onde foi morto a tiros.  

A Divisão de Homicídios da Capital foi acionada e realizou uma perícia no local do crime.

Pelo Twitter, a Polícia Civil lamentou a morte do delegado. "Com profunda tristeza, comunicamos a morte do delegado Fábio Monteiro, lotado na Central de Garantias, na Cidade da Polícia, vítima de criminosos nesta sexta-feira (12/01). A #DH investiga o caso. A @PCERJ está em luto pela perda do nosso companheiro."

Ex-agente da Polícia Federal, Fábio Monteiro deixou esposa e dois filhos.

Secretaria de Segurança

O secretário de Segurança, Roberto Sá, classificou como atentado à democracia o assassinato do delegado e afirmou se solidarizar com os familiares de Fábio e com todos os policiais civis. De acordo com ele, a Secretaria de Segurança e as polícias Civil e Militar não vão descansar até que os criminosos envolvidos na morte sejam presos.