Rio de Janeiro Corpo de Kathlen Romeu será enterrado nesta quarta (9)

Corpo de Kathlen Romeu será enterrado nesta quarta (9)

Jovem de 24 anos estava grávida e visitava avó no Complexo do Lins, na zona norte do Rio, quando foi baleada

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira, do R7*, com Record TV Rio

Marido diz que PM quer mudar fatos

Marido diz que PM quer mudar fatos

Reprodução/Redes sociais

O corpo de Kathlen Romeu, de 24 anos, baleada nesta terça-feira (8) no Complexo do Lins, zona norte do Rio, será enterrado na tarde desta quarta-feira (9) no cemitério do Catumbi. Grávida de 14 semanas, a vítima foi atingida com um tiro de fuzil no tórax enquanto visitava a vó.

Inicialmente, a Polícia Militar disse que a jovem teria sido atingida por um tiro de pistola durante o confronto entre agentes da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) e criminosos da comunidade e que nenhum policial envolvido no tiroteio teria uma arma desse tipo.

No entanto, comprovou-se que a bala foi de fuzil. A PM apreendeu um carregador de fuzil, munições de calibre 9mm e drogas na ação, na qual dois policiais utilizavam fuzis. 

Pelas redes sociais, o marido de Kathlen e pai do bebê, Marcelo Ramos, disse que familiares e amigos que estão no IML contaram que policiais militares estão tentando mudar os fatos do caso. 

"Eu tô sabendo que a PM está tentando mudar os fatos. Eles são os culpados, culpado tem nome: é esse Estado, essa polícia despreparada. Há um mês teve a chacina no Jacarezinho, agora é a Kath, mês que vem é outra família que perde. Amanhã, é outra família que perde alguém próximo. E isso não vai acabar", afirmou Marcelo, pelas redes sociais. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Kathelen faleceu logo após chegar no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. A Delegacia de Homicídios da Capital investiga o caso e analisará as armas dos agentes envolvidos no confronto.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas