Rio de Janeiro Corpo de motorista de aplicativo encontrado morto é sepultado nesta segunda (17), no Rio

Corpo de motorista de aplicativo encontrado morto é sepultado nesta segunda (17), no Rio

Gilson Francisco foi achado dentro do próprio carro com duas marcas de tiros; Delegacia de Homicídios investiga o caso

Gilson Francisco foi achado morto na Praça Seca

Gilson Francisco foi achado morto na Praça Seca

Reprodução

O corpo do motorista de aplicativo Gilson Francisco, de 48 anos, vai ser sepultado na tarde desta segunda-feira (17), no cemitério Jardim da Saudade, em Paciência, zona oeste do Rio de Janeiro. Ele foi encontrado morto no sábado (15), na Praça Seca, também na zona oeste, dentro do próprio carro.

No dia em que foi achado morto, ele estava trabalhando e, por volta das 18h, mandou uma mensagem para a esposa falando que tinha aceitado uma corrida para o bairro da zona oeste e que, em seguida, iria para casa.

Sem notícias após receber essa mensagem, a família começou a fazer buscas na internet e conversar com amigos, até descobrirem que o carro dele foi encontrado batido em uma árvore na rua Doutor Bernardino.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp
· Compartilhe esta notícia no Telegram

O corpo de Gilson tinha duas marcas de tiro, sendo uma no peito e outra na barriga. Nenhum pertence dele foi levado.

A Polícia Civil retirou o corpo do local e encaminhou para o IML (Instituto Médico Legal). Os agentes fizeram perícia e tentam descobrir o que aconteceu  no momento do crime.

Nas redes sociais, a esposa de Gilson disse estar sem chão por ter perdido o companheiro. Familiares disseram que ele tinha medo da violência do Rio e que era muito cauteloso.

O caso é investigado pela DHC (Delegacia de Homicídios da Capital).

Últimas