Criança morta por bala perdida no sofá de casa é enterrada no Rio

O corpo da menina Anna Carolina de Souza Neves, de 8 anos, foi sepultado no Cemitério de Irajá, na zona norte da capital

Família colocou camisa do Flamengo sobre o caixão da menina

Família colocou camisa do Flamengo sobre o caixão da menina

Record TV

O corpo da menina Anna Carolina de Souza Neves, de 8 anos, que morreu após ser atingida por uma bala perdida no sofá de casa, foi enterrado no Cemitério de Irajá, zona norte do Rio de Janeiro, na manhã deste sábado (11).

Entre muitas homenagens, a família colocou sobre o caixão da menina uma camisa do Flamengo. Abalados, familiares e amigos não conversaram com a imprensa.

A Polícia Civil está investigando de onde partiu a bala que acertou a cabeça da criança dentro de casa no Parque Esperança, em Belford Roxo, Baixada Fluminense, na última quinta-feira (9).

O delegado da DHBF (Divisão de Homicídios da Capital), Cassiano Conte, afirmou que a perícia constatou que o tiro veio de cima para baixo.

Em uma análise preliminar, os investigadores, que analisaram a geografia do local, acreditam que o disparo pode ter saído de armas de traficantes do morro da Caixa D'Água contra policiais militares que faziam o patrulhamento da via expressa.

A irmã da vítima, Ana Beatriz Souza, disse em entrevista à Record TV que a criança já se preparava para dormir quando foi ferida.

"Minha irmã estava deitadinha no sofá quando a gente escutou um barulho. Minha mãe começou a gritar, desesperada, falando que tinha atingido a minha irmã, porque entrou uma bala perdida. Não estava tendo tiroteio. Foi uma única bala que foi direto e acertou a cabeça da minha irmã".