Rio de Janeiro Dez novas vítimas de "blogueiras golpistas" procuram polícia no Rio

Dez novas vítimas de "blogueiras golpistas" procuram polícia no Rio

Cinco mulheres foram presas por estelionato no último dia 7; vítimas eram idosos que forneciam dados bancários a criminosas

Blogueiras foram presas no último dia 7 pela 40ª DP

Blogueiras foram presas no último dia 7 pela 40ª DP

Reprodução/Record TV Rio

Mais dez vítimas do grupo de “blogueiras golpistas” procuraram a 40ª DP (Honório Gurgel) para fazerem denúncias, após a prisão de cinco integrantes da organização criminosa no último dia 7, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro.

De acordo com a delegada Márcia Beck, os novos depoimentos permitiram que a polícia traçasse o perfil das vítimas do golpe: idosos com nomes limpos, dinheiro guardado e limites altos nos cartões de crédito.

Beck relatou que a polícia busca mais vítimas da quadrilha, já que no apartamento que funcionava como “central” do grupo, no Recreio dos Bandeirantes, foram encontradas planilhas com contatos de milhares de possíveis vítimas.

Segundo a delegada, o golpe funcionava da seguinte maneira: as criminosas entravam em contato com as vítimas se passando por funcionárias de administradoras de cartão de crédito, alegando irregularidades em compras realizadas. Elas solicitavam dados bancários e enviavam motoboys às casas das vítimas para recolherem os cartões de crédito, que eram utilizados para a realização de transações financeiras.

A polícia afirma que as estelionatárias chegavam a lucrar até R$ 50 mil por golpe e uma delas teria arrecadado R$ 400 mil em apenas 15 dias. Márcia Beck relatou que a investigação continua para que sejam descobertos outros envolvidos no esquema, que dependia da obtenção de informações bancárias das vítimas.

As golpistas irão responder pelos crimes de estelionato e organização criminosa.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.

Últimas