Rio de Janeiro DHBF investiga morte de PM em barbearia de Nova Iguaçu

DHBF investiga morte de PM em barbearia de Nova Iguaçu

Cabo Jeferson Francisco Dutra Quieto, de 34 anos, foi atingido na cabeça durante assalto a local onde estava com filho de sete anos

PM estava em barbearia com filho

PM estava em barbearia com filho

Reprodução/Record TV Rio

A DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense) investiga a morte do policial militar Jeferson Francisco Dutra Quieto, atingido nesta quinta-feira (8) em uma barbearia de Nova Iguaçu, enquanto estava de folga. Segundo a Polícia Civil, uma perícia foi realizada no local do crime e um inquérito instaurado.

Jeferson, de 34 anos, era cabo da PM e estava em uma barbearia do bairro Nova Era com o filho de sete anos, quando assaltantes invadiram o local e renderam os frequentadores. Os criminosos teriam visto a arma do agente e abriram fogo contra ele, que foi atingido na cabeça. 

O policial foi socorrido por uma equipe do 20º BPM (Mesquita), que foi acionada ao local. Ele foi levado ao Hospital Geral de Nova Iguaçu, mas já chegou à unidade sem vida. A arma do agente foi levada pelos assaltantes.

O policial foi enterrado no cemitério Jardim da Saudade, em Mesquita, na tarde desta quinta (9). Ele era lotado na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Rocinha, estando na corporação desde 2013. Jeferson deixa três filhos.

De acordo com um levantamento do Instituto Fogo Cruzado, em 2021 foram registrados 130 agentes de segurança baleados na Região Metropolitana do Rio; 57 morreram. Dos baleados, 102 eram policiais militares, com 41 mortos. 

*Estagiário do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.

Últimas