Rio de Janeiro Direção de escola já havia alertado pais sobre postura agressiva de jovem que esfaqueou colegas

Direção de escola já havia alertado pais sobre postura agressiva de jovem que esfaqueou colegas

Polícia apreendeu adolescente e confiscou o celular dele. Vítimas apresentam estado de saúde estável, segundo autoridades

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo, do R7*, com Vivian Casanova, da Record TV Rio

Agressão aconteceu na Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, na Ilha do Governador

Agressão aconteceu na Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, na Ilha do Governador

Reprodução/Google Street View

O adolescente que esfaqueou dois colegas em uma escola da Ilha do Governador, na zona norte do Rio, na manhã desta sexta-feira (6), já apresentava comportamento agressivo antes do ataque, de acordo com informações obtidas pela Record TV Rio.

A direção da Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes havia alertado os pais do aluno sobre a postura dele. Além disso, o jovem tinha sido encaminhado a um tratamento psicológico, conforme apurado.

A Secretaria Municipal de Educação informou que as três vítimas, que foram levadas para o Hospital Municipal Evandro Freire, também na Ilha, têm quadro de saúde estável. A pasta também confirmou que o agressor era atendido por uma equipe do Capsi (Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil).

Os quatro alunos estudam na mesma turma do 8º ano do Ensino Fundamental e todos têm 14 anos. O adolescente que cometeu o ataque foi apreendido e conduzido à 37ª DP (Ilha do Governador), que investiga o caso. Os agentes também confiscaram um celular do jovem e ouviram uma responsável por ele. A motivação ainda é desconhecida.

Segundo o prefeito Eduardo Paes, as crianças e os responsáveis serão acompanhados para que recebam o apoio necessário. Nas redes sociais, ele informou que esteve no hospital e que as crianças passam bem. A expectativa é que elas sejam liberadas ainda hoje. 

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas