Rio de Janeiro Em protesto, prefeito de Magé despeja lixo na porta do Inea

Em protesto, prefeito de Magé despeja lixo na porta do Inea

Rafael Tubarão alegou que fechamento de aterro sanitário prejudicou coleta. Inea vai registrar ocorrência na delegacia

Em protesto à interdição do Aterro Sanitário de Magé, na Baixada Fluminense, o prefeito Rafael Tubarão decidiu usar um caminhão carregado de lixo para despejar todo o conteúdo em frente ao Inea (Instituto Estadual do Ambiente) nesta sábado (22).

Prefeito despejou lixo na porta do Inea

Prefeito despejou lixo na porta do Inea

Reprodução/ Redes Sociais

A "manifestação" foi registrada em vídeo publicado nas redes sociais de Rafael Tubarão. Ele disse que a população afetada pelo temporal do último dia (22) foi prejudicada com o fechamento do aterro sanitário às vésperas do Natal, já que não é possível realizar a coleta de lixo no município.

Em nota, o Inea informou que vai fazer um registro de ocorrência do caso na delegacia.

Segundo órgão, a interdição da operação sanitária ocorreu em razão de ter sido constatado crime ambiental. A equipe encontrou diversos fluxos de escoamento de chorume diretamente para o solo, além de um ampla área de resíduos expostos e disposição de resíduos em área não impermeabilizada.

Apesar de o prefeito de Magé alegar que o chorume transbordou por causa da chuva, o Inea afirmou que o tratamento e a destinação dos resíduos é fundamental para que não ocorra o problema.

Ainda segundo o órgão, em 2019, foi emitida uma licença de operação. Após vistorias, a prefeitura de Magé foi notificada e autuada por irregularidades.

Últimas