Rio de Janeiro "Espero julgamento justo" diz Witzel sobre sessão do Tribunal Misto

"Espero julgamento justo" diz Witzel sobre sessão do Tribunal Misto

Governador afastado do Rio de janeiro afirmou que não existem provas que comprovem crime de responsabilidade

  • Rio de Janeiro | Raíza Chaves, do R7*

Durante a sessão do Tribunal Especial Misto realizada nesta sexta-feira (30), o governador afastado Wilson Witzel se manisfestou nas redes sociais.

"Não desistirei jamais do cargo a que fui eleito. Espero um julgamento justo e técnico. As alegações finais do deputado Luiz Paulo são desprovidas de prova e demonstram toda sua frustração por seu grupo ter sido derrotado nas eleições, diga-se o grupo do Cabral e Picciani", disse Witzel.

Após a leitura e voto do relator, o deputado Waldeck Carneiro, o governador afastado também se manifestou e comentou que ele "está usando exclusivamente a delação de Edmar  Santos para fundamentar seu voto, absolutamente contrário a técnica jurídicasem compromisso com um julgamente justo".

Governador afastado é acusado de crime de responsabilidade na gestão da Saúde

Governador afastado é acusado de crime de responsabilidade na gestão da Saúde

Fernando Frazão/Agência Brasil

Na sessão, o deputado estadual Luiz Paulo (Cidadania) pediu a inelegibilidade do goverrnador afastado por cinco anos com base no crime de responsabilidade e afirmou que Witzel negligenciou os princípios básicos durante a condução da pandemia.

"No núcleo do poder executivo foi criada uma estrutura hierárquica a partir do governador", disse Luiz Paulo.

Votação

O deputado Waldeck Carneiro (PT), relator do processo, foi o primeiro a votar. Após quase duas horas de leitura, ele se posicionou a favor do impeachment de Wilson Witzel e pela perda dos direitos políticos por cinco anos.

Wilson Witzel é investigado por crime de responsabilidade e foi afastado do cargo, no dia 28 de agosto por determinação do STJ (Superior Tribunal de Justiça) por suspeita de desvio de recursos na área da Saúde.

*Sob supervisão de Celso Fonseca 

Últimas