Rio de Janeiro Estado Presente será instalado no 2ª semestre, diz Cláudio Castro

Estado Presente será instalado no 2ª semestre, diz Cláudio Castro

Governador do RJ deu entrevista exclusiva ao Balanço Geral RJ e falou de medidas para reduzir a violência no Estado

Digite a legenda da foto aqui

Digite a legenda da foto aqui

DANIEL RESENDE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 30.3.2021

O governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PSC), afirmou que vai iniciar, no segundo semestre, o programa Estado Presente, dentro das comunidades. A declaração foi feita durante entrevista ao Balanço Geral RJ, da Record TV Rio.

Durante a entrevista, Castro falou que investe em equipamentos e inteligência para obter resultados positivos em operações, mas também destacou dificuldade do Estado em ocupar as comunidades, já que o poder bélico das facções criminosas é maior que o da polícia.

“A Segurança Pública é todo um sistema que não deve considerar só as polícias Civil e Militar. As armas e drogas usadas por esses traficantes chegam pela Baía de Guanabara, pelos aeroportos, pelas estradas. Na operação do Jacarezinho, foram dez meses de investigação. A polícia entrou sabendo o que ia fazer, mas foi recebida por um poderio bélico de granada, e nem a polícia usa granada. E aí o Estado tem que usar a força.”

Para ele, a principal solução para diminuir esses conflitos é “preparar nossa polícia, processo de investigação é importante, e a parceria com outros entes é fundamental”.

“Somente asfixiando financeiramente e diminuindo a entrada de armas e drogas, a gente vai conseguir com que a polícia não enxugue gelo”, afirmou.

Queda nos homicídios

Castro disse durante a entrevista que, segundo dados do ISP (Instituto de Segurança Pública) divulgados nesta sexta-feira (21), o número de homicídios dolosos caiu 11% nos quatro primeiros meses deste ano, comparados com o mesmo período do ano passado. 

Segundo ele, este é o menor índice registrado desde o início da série histórica.

Últimas