Rio de Janeiro Ex-policiais militares são presos por extorsão durante ação policial

Ex-policiais militares são presos por extorsão durante ação policial

Prisões fazem parte da Operação Parasitas que cumpriu mandados contra grupos que praticavam extorsões milionárias na Barra da Tijuca e na Baixada

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*

Bens apreendidos durante operação Parasitas

Bens apreendidos durante operação Parasitas

Divulgação/PCERJ

Dois ex-policiais militares e suas esposas foram presos por extorsão nesta quarta-feira (19). A ação faz parte da Operação Parasitas que cumpriu mandados de busca e apreensão contra um grupo de agiotas que agia em municípios da Baixada Fluminense e na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Polícia Civil cumpre 12 mandados em operação contra o tráfico no Rio

De acordo com a polícia, a investigação teve início quando as vítimas procuraram a delegacia para denunciar os suspeitos, que realizavam empréstimos a juros altos e faziam uso de violência. Armas como fuzis e pistolas, também eram usadas como forma de ameaça.

Extratos bancários confirmam uma série de depósitos feitos nas contas pessoais e das empresas do grupo, que juntos somam cerca de R$ 3 milhões, entre 2018 e 2019, segundo informações da corporação. Além disso, notas fiscais apontam a compra de veículos zero km no nome dos suspeitos.

Ainda segundo os policiais, os ex-PMs eram responsáveis por cobrar o dinheiro das vítimas e suas esposas recebiam os depósitos. O grupo teve os bens confiscados pela polícia.

Os agentes procuram provas que ajudem a identificar outros envolvidos no esquema.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas