Rio de Janeiro Fabricante de trens do VLT pode suspender contrato com concessionária por falta de pagamento,

Fabricante de trens do VLT pode suspender contrato com concessionária por falta de pagamento,

Problema em contrato da Prefeitura com Ministério das Cidades atrasou repasses

Fabricante de trens do VLT pode suspender contrato com concessionária por falta de pagamento,

Ministério das Cidades disse que precisou revisar contrato com prefeitura

Ministério das Cidades disse que precisou revisar contrato com prefeitura

Ellan Lustosa/05.06.2016/Código19/Folhapress

Uma modificação no contrato da concessionária VLT Carioca com a Prefeitura do Rio impediu que o Ministério das Cidades fizesse o repasse para a empresa pagar a fabricante dos trens, a multinacional Alstom. Uma notificação de suspensão do contrato já foi entregue pela fabricante à concessionária, como estabelecido em contrato.

Apesar da possibilidade de encerrar o acordo, a empresa disse que está em discussão com a VLT Rio para “encontrar uma solução que assegure a continuidade da execução do projeto”.

Em nota, o Ministério das Cidades afirmou que tem um contrato de repasse de recursos com a prefeitura do Rio de Janeiro e que por exigência legal foi necessário revisar a documentação, já que a Prefeitura fez alterações, o que impediu o repasse na data correta.

O Ministério também informou que os recursos já estão reservados e serão liberados após a conclusão da análise dos itens que foram alterados.