Família denuncia troca de corpo de vítima da covid-19 no Rio

Parentes acionaram a Justiça para exumação, mas o pedido foi negado sob alegação de risco de contaminação dos presentes

Homem foi vítima da covid
-19

Homem foi vítima da covid -19

Reprodução / RecordTV

Em meio à dor do luto, uma família procura por uma vítima da covid-19 no Rio de Janeiro. Os filhos de Alfredo Moura, de 58 anos, registraram uma ocorrência na 9° DP (Catete) após o corpo ter sido possivelmente trocado em um hospital de Laranjeiras, na zona sul.

Segundo o filho Felipe Moura, o corpo do pai precisou ser reconhecido por foto em razão do risco de contaminação durante a pandemia. 

Em entrevista à Record TV Rio, ele disse que somente uma segunda foto correspondia à imagem da vítima. No entanto, os parentes desconfiaram do equívoco e pediram para fazer o reconhecimento presencial, quando foi constatado o erro. A família disse que o corpo que está no necrotério do hospital é de uma pessoa de outra familia. 

Os familiares, então, acionaram a Justiça e pediram a exumação do corpo que poderia ser de Alfredo. Em um primeiro momento, o pedido foi negado sob alegação do "risco de contaminação" para familiares e contactantes”.

Entretanto, no final desta terça-feira (14), o TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) autorizou a exumação do cadáver para reconhecimento e identificação por parte das famílias envolvidas no caso. 

Em nota, o Instituto Nacional de Cardiologia disse que está dando apoio a todos os familiares envolvidos para que tudo seja resolvido mais breve possível.

Assista ao vídeo:

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira