Rio de Janeiro Familiares procuram por pacientes após incêndio em hospital no Rio

Familiares procuram por pacientes após incêndio em hospital no Rio

Pacientes foram transferidos às pressas para hospitais públicos e da mesma rede; Chamas começaram em curto-circuito em gerador

Incêndio Hospital Maracanã

A falta de notícias de parentes que estavam internados no hospital que pegou fogo, no fim da tarde desta quinta-feira (12), no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, causou desespero entre parentes e amigos.

Leia mais: Pacientes são atendidos na rua durante incêndio em hospital no Rio

Por volta das 18h30, os pacientes começaram a ser transferidos às pressas para hospitais públicos e associados à mesma rede.

À Record TV, uma mulher informou que estava à procura da mãe de 93 anos, internada no CTI (Centro de Tratamento Intensivo).

Já outro parente explicou que uma das vítimas havia sido retirada do local, mas dependia de um aparelho para sobreviver.

Em nota, a direção do Hospital Badim informou, por volta das 19h30, que todos pacientes do CTI 1 já haviam sido retirados e estavam recebendo os primeiros atendimentos na rua Arthur Menezes. Pacientes do CTI 2, que tem 20 leitos, também estavam sendo socorridos.

 A unidade informou ainda que as chamas começaram após ocorrer um curto-circuito em um gerador que ficava no subsolo do prédio. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira