Rio de Janeiro Fechada fábrica ilegal por venda de produtos de limpeza adulterados

Fechada fábrica ilegal por venda de produtos de limpeza adulterados

Segundo a polícia, local atendia hospitais do Rio; proprietário foi preso por colocar água nos galões para aumentar lucros

A Polícia Civil interditou, nesta segunda-feira (8), uma fábrica clandestina em Bento Ribeiro, na zona norte do Rio de Janeiro, que vendia produtos de limpeza adulterados para hospitais da cidade. 

Produtos eram vendidos a hospitais do Rio

Produtos eram vendidos a hospitais do Rio

Divulgação/Polícia Civil

As investigações apontam que uma dessas unidades de saúde foi o Hupe (Hospital Universitário Pedro Ernesto) que pertence à Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). Segundo a polícia, o local comprou uma quantidade considerável de mercadorias para fazer higienização. 

Família faz buscas por jovem desaparecida em Itaguaí (RJ)

Além disso, foram apreendidos mais de 1.000 litros de produtos adulterados. Ainda de acordo com os agentes, o dono da empresa colocava água nos galões para render mais e aumentar os lucros. Ele foi preso.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas