Rio de Janeiro Fiscais encontram novas infrações em obra de lago na casa de Neymar no RJ e aplicam nova multa

Fiscais encontram novas infrações em obra de lago na casa de Neymar no RJ e aplicam nova multa

Agentes identificaram movimentações na área que foi interditada na última quinta-feira (22); o valor da multa não foi calculado

Área interditada na quinta (22) foi violada, diz secretaria

Área interditada na quinta (22) foi violada, diz secretaria

Divulgação

Dois dias após a interdição da obra de um lago, a Secretaria de Meio Ambiente de Mangaratiba, na Costa Verde do Rio de Janeiro, voltou à casa do atacante Neymar para verificar se o embargo estava sendo cumprido. De acordo com a pasta, ao chegarem ao condomínio, os fiscais identificaram movimentações na área interditada, o que, segundo eles, caracteriza o rompimento do embargo e novas infrações ambientais.

Com isso, a secretaria informou que as novas provas vão ser incluídas no processo já em curso, o que vai resultar em novas infrações e multas. O valor total só será somado após a apuração em um processo administrativo com relatório técnico, documentos comprobatórios e parecer jurídico, o que deve ocorrer na próxima semana.

Na última quinta-feira (22), a construção de um lago artificial, que já estava em fase final, foi interditada durante a fiscalização, e uma multa foi expedida pelos agentes. O valor ainda não foi divulgado, mas pode passar de R$ 5 milhões.

A equipe foi recebida pelo pai do jogador, Neymar da Silva Santos, que chegou a receber voz de prisão durante a ação, por ter desacatado a secretária municipal de Meio Ambiente, Shayene Barreto.

A prefeitura afirmou ter considerado o princípio da razoabilidade e, diante de um pedido da assessoria do pai de Neymar, decidiu liberá-lo para que comparecesse a um compromisso em São Paulo.

De acordo com o ente municipal, diversas infrações foram identificadas na obra, como desvio de curso de água, captação de água de rio sem autorização, captação de água para lago artificial, terraplenagem, escavação e movimentação de pedras e rochas sem autorização, além de aplicação de areia de praia sem autorização ambiental.

Em contato com o R7, a assessoria de Neymar afirmou que não vai comentar o assunto. 

Pai sob ameaça de prisão, mansão interditada e desvalorização de R$ 800 milhões: o pesadelo de Neymar

Últimas