Rio de Janeiro Flordelis poderá colocar tornozeleira eletrônica a partir de segunda (21)

Flordelis poderá colocar tornozeleira eletrônica a partir de segunda (21)

A Secretaria de Administração Penitenciária, responsável pela instalação do equipamento, disse já ter sido notificada sobre a decisão da Justiça 

Flordelis não pode ser presa devido à imunidade parlamentar

Flordelis não pode ser presa devido à imunidade parlamentar

Michel Jesus/ Câmara dos Deputados - 22.05.2019

A partir de segunda-feira (21), a deputada federal Flordelis é aguardada na Coordenação de Patronato Magarino Torres, no Estácio, na região central do Rio, para colocação da tornozeleira eletrônica. 

Arsênico na comida, intriga por dinheiro e 30 tiros: as suspeitas do caso Flordelis, segundo o MP

A Seap (Secretaria de Administração Penitenciária), responsável pela instalação do equipamento, informou ter sido notificada sobre a decisão da Justiça na noite de sexta (18).

A 3ª Vara Criminal de Niterói determinou o monitoramento eletrônico e o recolhimento noturno da parlamentar, que é acusada de mandar o pastor Anderson do Carmo.  A defesa dela disse que pretende recorrer.

O juiz Nearis dos Santos Carvalho Arce  justificou a decisão ao citar a dificuldade de localizar Flordelis -  que não pôde ser presa devido à imunidade parlamentar - até na Câmara dos Deputados.

Nearis também destacou o episódio em que uma bomba foi lançada na casa de uma testemunha do caso, no qual a vítima relatou se sentir ameaçada em especial por Flordelis e um dos filhos dela.

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) havia pedido o afastamento deputada federal das funções, o que não foi acolhido pelo juiz.

Flordelis enfrenta um processo de investigação na Corregedoria da Câmara, que pode levar à cassação do mandato. 

Últimas