Rio de Janeiro “Foi um cenário de guerra”, diz testemunha do acidente no BRT

“Foi um cenário de guerra”, diz testemunha do acidente no BRT

Ônibus invadiu estação Interlagos, na zona oeste do Rio, após tentar desviar de uma viatura da PM. No acidente, 15 pessoas ficaram feridas

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Record TV Rio

O acidente envolvendo um ônibus do BRT e uma viatura da PM deixou 15 pessoas feridas na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio na quinta-feira (3). Na ação, o paisagista Messias Santana afirmou ter visto o momento em que o coletivo invadiu a estação Interlagos.

Motorista tentou desviar de viatura da PM

Motorista tentou desviar de viatura da PM

Divulgação

A batida aconteceu após o motorista tentar desviar do carro da polícia que estava em sentido contrário da pista, no corredor da Transoeste. Segundo a testemunha, o impacto foi enorme e pareceu que haveria mais feridos ou até mortos.

“Tive que correr para ajudar as pessoas que gritavam. Foi um cenário de guerra! Terror total.”, disse Messias, em entrevista à Record TV Rio.

Julgamento do STJ indica tendência de Wilson Witzel virar réu

Ainda de acordo com Messias, o ônibus poderia ter capotado se não fosse a estação. “As proporções do acidente seriam maiores se a estação não estivesse ali”, afirmou.

Por conta do acidente, a estação Interlagos ficou destruída e precisou ser fechada para manutenção.

Em nota, a PM disse que, ao tentar fazer o retorno, os agentes não viram o coletivo, mas afirma ter aberto um inquérito para apurar o caso e vai ouvir os policiais envolvidos.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Celso Fonseca

Últimas