Rio de Janeiro Homem é resgatado em caixa-d'água após esfaquear traficante e ser caçado por criminosos no Rio

Homem é resgatado em caixa-d'água após esfaquear traficante e ser caçado por criminosos no Rio

PM montou operação para salvar jovem que ficou escondido na comunidade Cidade Alta; tiroteio assustou crianças em uma escola

  • Rio de Janeiro | Do R7, com Record TV Rio

Metralhadora calibre .50 foi apreendida durante operação

Metralhadora calibre .50 foi apreendida durante operação

Divulgação/ Polícia Militar

Um intenso tiroteio assustou moradores e crianças em uma escola durante uma operação da Polícia Militar para resgatar um homem de 23 anos que estava sendo caçado por criminosos na comunidade Cidade Alta. 

Agentes do 16º BPM (Olaria) entraram em confronto com suspeitos durante a ação emergencial para localizar o homem que se escondeu na comunidade após ser procurado por criminosos armados.

O jovem teria esfaqueado um traficante, que morreu, e tomado a arma dele durante uma discussão, na madrugada. Para se salvar, ele ficou dentro de uma caixa-d'água até a chegada da polícia.

De acordo com as primeiras informações da polícia, o homem seria morador da comunidade e foi localizado com um corte na mão. As circunstâncias do ocorrido ainda devem ser apuradas. 

Os confrontos na comunidade deixaram dois suspeitos mortos. Segundo a PM, eles chegaram a ser levados ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiram aos ferimentos.

A Polícia Militar disse que o policiamento segue intensificado na região. A Delegacia de Homicídios da Capital  vai ficar responsável pela investigação.

Durante a operação, os agentes também apreenderam uma metralhadora calibre .50, capaz de perfurar veículos blindados e derrubar aeronaves, além de um fuzil modelo AR-15 e quatro granadas.

Escolas e unidades de saúde fechadas

Crianças ficaram sentadas no chão durante tiroteio

Crianças ficaram sentadas no chão durante tiroteio

Record TV

Por medida de segurança, a Secretaria Municipal de Educação acionou o Programa Acesso Mais Seguro na Escola Municipal Roraima, onde as crianças precisaram se sentar no chão para se proteger dos tiros, no período da manhã. Os alunos do turno da tarde foram atendidos de forma remota. O mesmo ocorreu em escolas de Cordovil e Parada de Lucas. 

Além disso, unidades de saúde também precisaram suspender o funcionamento na área. A Clínica da Família Heitor dos Prazeres e os centros municipais de saúde não receberam pacientes, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

Últimas