Inca faz plano de agendamento para doação de sangue no Rio

Medida é para evitar uso de transportes públicos e aglomerações; Instituto tomou série de precauções para prevenir pacientes do coronavírus

Pacientes podem doar sangue mesmo com a pandemia do novo coronavírus, basta realizar o agendamento

Pacientes podem doar sangue mesmo com a pandemia do novo coronavírus, basta realizar o agendamento

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Inca (Instituto Nacional de Câncer) está recebendo doação de sangue por meio de agendamento de horários. A prioridade é para as pessoas que moram próximas à sede, na Praça Cruz Vermelha, 23, no Centro do Rio.

O Instituto adotou a medida para diminuir o fluxo interno em suas unidades. Porém os tratamentos de pacientes oncológicos não pararam e eles precisam de doação de sangue para dar continuidade à terapia.

“É seguro doar, não há risco de contaminação pela doação de sangue. Peço que as pessoas agendem e venham. Os pacientes oncológicos continuam em tratamento e não vamos parar”, destaca Iara Motta, Chefe do Serviço de Hemoterapia do Inca.

Além disso, o instituto tomou precações com seus pacientes, já que eles estão classificados no grupo de risco do novo coronavírus pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Os que estão internados com acompanhantes não poderão receber outras visitas, já os que não estão acompanhados podem receber apenas uma por dia. Visitas aos pacientes no CTI (Centro de Tratamento e Terapia Intensiva) estão suspensas. 

Além disso, todos os exames e consultas de controles agendados para os próximos 30 dias serão desmarcados e reagendados para outras datas após o surto de coronavíurs. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa