Rio de Janeiro Influenciador é preso por suspeita de estupro de vulnerável

Influenciador é preso por suspeita de estupro de vulnerável

Raulino de Oliveira Maciel, conhecido como Raulzito, teve prisão temporária de 30 dias decretada

  • Rio de Janeiro | Rafael Nascimento, do R7 *, com Record TV Rio

Raulino Maciel, o 
Raulzito

Raulino Maciel, o Raulzito

Reprodução

Agentes da DCAV (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima), do Rio de Janeiro, cumpriram um mandado de prisão temporária, nesta terça-feira (27), em Florianópolis, no Estado de Santa Catarina, do youtuber Raulino de Oliveira Maciel, conhecido como Raulzito, por estupro de vulnerável. Responsáveis de duas crianças fizeram registros de ocorrência na delegacia, mas há suspeitas de outros casos.

Raulzito é especializado em jogos eletrônicos e tem mais de 200 mil seguidores em uma rede social. Ele se autointitula como coach de games e oferece orientação para menores que têm interesse em seguir carreira no ramo.

Segundo as investigações, o influenciador forçava contato com as crianças pelas redes sociais e prometia acesso a trabalhos, alegando inclusive ser contratado de uma grande emissora de televisão.

Nas redes socais, o SBT Games disse que Raulzito não integra desde o ano passado o quadro da equipe e informou que ele era produtor não exclusivo da plataforma, não tendo direito de usar o nome da emissora em negociações fora das propriedades do SBT Games.  Além disso, disse aguardar as investigações e a elucidação dos fatos.

A reportagem não localizou a defesa do youtuber até o momento da publicação. O espaço está aberto para a manifestação. 

Investigação

A investigação começou após a mãe de uma das vítimas, de 12 anos, relatar o fato na DCAV depois que o próprio filho contou os abusos que sofreu entre fevereiro até meados de maio deste ano. Outra vítima, também menor de 12 anos, confirmou na sede da delegacia especializada que também sofreu abusos. Os casos apurados ocorreram em Niterói (RJ) e São Caetano do Sul (SP).

Diante dos relatos das crianças, o titular da DCAV, Adriano França, pediu à Justiça para cumprir mandados de busca domiciliar e de prisão temporária por 30 dias em São Paulo. Entretanto, Raulino não estava em sua residência em São Caetano do Sul, como de costume, pois um dia antes da decretação da prisão o influenciador viajou para Florianópolis. 

"Não estamos dizendo que ele é culpado. Isso quem vai dizer é a Justiça. Mas tudo indica, pelo relato de mães e crianças, que os fatos aconteceram e são apurados há um mês. E, agora, vamos ouvi-lo. Ele deve chegar por volta de 20h ou 21h. Vamos dar o direito de ele dar a versão dele. Enquanto isso, a polícia continua a investigar para descobrir outras vítimas", disse o delegado Adriano França.

Outras supostas vítimas ainda não foram intimadas, mas seriam atores mirins de teatro, cinema e TV, com vários trabalhos realizados e em andamento.

As vítimas têm como  características, além do trabalho artístico, idades próximas entre 10 a 14 anos, caucasianas, cabelos lisos e longos, segundo o delegado.

*Estagiário do R7 sob supervisão de PH Rosa

Últimas