Rio de Janeiro Investigação apreende armas de PMs após mortes de Emily e Rebeca

Investigação apreende armas de PMs após mortes de Emily e Rebeca

As crianças, de 4 e 7 anos, foram baleadas na porta de casa no sábado (5). Polícia Militar disse que agentes não fizeram disparos

  • Rio de Janeiro | Bruna Oliveira, do R7

A investigação da Polícia Civil que apura as mortes das meninas Emily Victória e Rebeca Beatriz em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, apreendeu as armas dos policiais militares que atuavam na região no momento do crime. 

Rebeca e Emily, mortas enquanto brincavam

Rebeca e Emily, mortas enquanto brincavam

Montagem / R7

As crianças, de 4 e 7 anos, foram baleadas enquanto brincavam na porta de casa na sexta-feira (4).

Segundo a Polícia Militar, os agentes do 15º que patrulhavam a área ouviram tiros na altura da comunidade do Sapinho, mas não fizeram disparos. 

No entanto, a DHBF (Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense) decidiu apreender cinco fuzis e cinco pistolas para realização de confronto balístico. Os cinco militares também já foram ouvidos. 

As primas foram enterradas no Cemitério Nossa Senhora das Graças, na mesma região, no sábado (5). O corpo da pequena Emily foi sepultado com o vestido que usaria na festa de cinco anos

Em 2020, a plataforma Fogo Cruzado já registrou 22 crianças baleadas na Região Metropolitana do Rio. Destas, 12 morreram.

Últimas