Rio de Janeiro Jogador Marcinho é denunciado por homicídio culposo no Rio

Jogador Marcinho é denunciado por homicídio culposo no Rio

Ex-lateral direito do Botafogo atropelou casal de professores na praia do Recreio em dezembro passado e não prestou socorro

Jogador é acusado de atropelar casal

Jogador é acusado de atropelar casal

Reprodução / Instagram

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) denunciou o ex-jogador do Botafogo Márcio Almeida de Oliveira, o Marcinho, por homicídio culposo – quando não há intenção – por atropelar um casal de professores no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio, em dezembro.

Segundo a promotoria, a denúncia foi agravada por ele não ter parado para prestar socorro às vítimas.

A denúncia aponta que no dia 30 de dezembro, o jogador de futebol trafegava acima da velocidade permitida, por volta das 20h30, quando atropelou as vítimas que atravessavam a avenida Lúcio Costa. Após a batida, ele seguiu com o veículo.

Alexandre Silva de Lima, de 44 anos, morreu na hora e sua mulher, Maria Cristina José Soares, de 66 anos, chegou a ser socorrida e internada, mas faleceu uma semana depois.

Ainda de acordo com o MP, a pena prevista para o crime é de dois a quatro anos de prisão, podendo aumentar um terço caso o acusado não tenha prestado socorro.

Últimas