Rio de Janeiro Jovem preso após ter sido baleado deixa o hospital e vai responder a processo em liberdade no Rio

Jovem preso após ter sido baleado deixa o hospital e vai responder a processo em liberdade no Rio

Após ter sido apontado como envolvido em ataque à PM, Marlon Anderson Cândido teve relaxamento da prisão concedido 

Marlon vai responder ao processo em liberdade

Marlon vai responder ao processo em liberdade

Record TV Rio

O jovem preso após dar entrada baleado no hospital Getúlio Vargas, na Penha, zona norte do Rio, deixou a unidade, nesta quinta-feira (5), e vai responder ao processo em liberdade.

Ontem, a Justiça decidiu pelo relaxamento da prisão em flagrante de Marlon Anderson Cândido, de 23 anos, durante a audiência de custódia. 

Na última segunda (2), Marlon deu entrada baleado no hospital depois de um ataque à PM na região. Policiais militares envolvidos no confronto reconheceram o jovem como um dos suspeitos. Os agentes acionaram a 21ª DP (Bonsucesso), e ele ficou internado sob custódia na unidade.

O caso gerou protestos de familiares e moradores na avenida Leopoldo Bulhões, na última quarta (4). Os manifestantes alegaram que Marlon é inocente e trabalha como entregador de água. 

Na decisão, o juiz Bruno Rodrigues Pinto entendeu que faltavam provas que ligassem o jovem ao crime pelo qual foi preso. Além disso, considerou que ele poderia estar perto do local do tiroteio simplesmente por morar na comunidade do Mandela, na zona norte do Rio.

A investigação continua e está sob responsabilidade da Polícia Civil, que esperava a alta médica de Marlon para ouvi-lo. A PM também abriu um procedimento apuratório.  

Últimas