Rio de Janeiro Justiça do Rio realiza primeira audiência de madrasta acusada de envenenar enteados

Justiça do Rio realiza primeira audiência de madrasta acusada de envenenar enteados

Cíntia Mariano responde pelo homicídio de Fernanda Cabral e pela tentativa de homicídio de Bruno Cabral

Cíntia Mariana é acusada de envenenar os enteados

Cíntia Mariana é acusada de envenenar os enteados

Reprodução/Record TV Rio

Nesta sexta-feira (30), a Justiça do Rio realiza a primeira audiência do processo contra Cíntia Mariano Dias Cabral, acusada de envenenar os enteados Bruno e Fernanda Cabral. A sessão será às 13h, no 3º Tribunal do Júri da Capital, no centro do Rio.

Cíntia se tornou ré em julho, quando a Justiça aceitou a denúncia do MP-RJ e decretou a prisão preventiva dela. Ela responde pelo homicídio de Fernanda, de 22 anos, e pela tentativa de homicídio de Bruno, de 16.

Bruno e Fernanda foram envenenados

Bruno e Fernanda foram envenenados

Reprodução/ Redes Sociais

De acordo com as investigações, Fernanda e Bruno passaram mal após terem comido pratos preparados pela madrasta. Os casos ocorreram em um intervalo de dois meses.

Em março, a jovem morreu após ficar 13 dias internada. Na ocasião, os médicos não conseguiram fechar um diagnóstico. Já Bruno sobreviveu por ter desconfiado da intoxicação. Ao procurar o hospital, ele recebeu atendimento e se recuperou.

A Polícia Civil abriu uma investigação sobre o envenenamento dos irmãos somente depois do ocorrido com o adolescente. De acordo com o delegado que apurou o caso, os laudos periciais confirmaram a intoxicação das vítimas por chumbinho.

Além disso, o próprio filho de Cíntia disse que a mãe revelou os crimes a ele. No entanto, os advogados da acusada negam que ela tenha confessado.

Últimas