Rio de Janeiro "Maldade, ganância", diz pai sobre assassinato de Anderson do Carmo

"Maldade, ganância", diz pai sobre assassinato de Anderson do Carmo

Julgamento de dois filhos de Flordelis teve início na tarde desta terça; eles são acusados de matar o pastor

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo, do R7*

O pai de Anderson do Carmo disse acreditar que a morte do pastor tenha sido motivada por dinheiro em entrevista à imprensa na chegada ao Fórum de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, nesta terça-feira (23), no primeiro dia de julgamento dos dois filhos da ex-deputada Flordelis. 

Anderson do Carmo e Flordelis

Anderson do Carmo e Flordelis

Reprodução/Internet

“[Como o senhor define esse crime?] Maldade, ganância… ela podia muito bem ter se separado dele. Ela estaria solta, e ele vivo. Mas por causa do dinheiro aconteceu isso”, afirmou Jorge de Souza.

O pai do pastor disse ainda esperar que a justiça antes de começar o julgamento de Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos, acusados pela morte de Anderson.

A sessão teve início pouco antes das 14h. Estão previstos os depoimentos de 17 testemunhas, 14 de acusação e quatro de defesa, sendo uma delas em comum.

Os primeiros a serem ouvidos foram os delegados Bárbara Lomba e Alan Duarte, responsáveis pela investigação.

Também são esperados os depoimentos da ex-mulher de Flávio e outros filhos de Flordelis, além da mãe e da irmã da ex-deputada.

Flávio e Lucas vão a júri popular pela acusação de homicídio triplamente qualificado, com motivo banal e sem possibilidade de defesa da vítima. Flávio é acusado de disparar contra Anderson, enquanto Lucas teria conseguido a arma usada no crime. 

O julgamento de Flordelis e de sete de seus filhos, além de uma neta e um casal de amigos, ainda não tem data para acontecer. A ex-deputada, que está presa, recorreu da decisão judicial que determinou que ela fosse a júri popular.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira 

Últimas