Rio de Janeiro Polícia prende médico por morte de paciente que fez lipoaspiração em hospital particular da Barra

Polícia prende médico por morte de paciente que fez lipoaspiração em hospital particular da Barra

Atestado de óbito de Lindama Benjamin de Oliveira, de 59 anos, indicou uma perfuração no intestino, que desencadeou hemorragia

Paciente morreu após lipoaspiração em hospital na Barra

Paciente morreu após lipoaspiração em hospital na Barra

Record TV Rio

A polícia prendeu nesta quinta-feira (11) um cirurgião plástico em Freguesia, na zona oeste do Rio. Ele é acusado de fazer uma lipoaspiração na dona de casa Lindama Benjamin de Oliveira, de 59 anos, que morreu horas após do procedimento estético.

A Justiça do Rio decretou a prisão preventiva do médico na segunda-feira (8), e os agentes da 12ª DP (Copacabana) saíram para cumprir o mandado contra o cirurgião. O atestado de óbito de Lindama indicou perfuração no intestino, o que provocou uma hemorragia. A cirurgia plástica no abdômen foi realizada em um hospital particular na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu Whatsapp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

A vítima pagou R$ 16 mil pelo procedimento e chegou à clínica por uma indicação de amigos. No pedido da prisão preventiva, a juíza responsável pelo caso afirmou que o médico “assumiu o risco de matar Lindama”.

Últimas