Megaoperação em São Gonçalo termina com seis suspeitos presos

Exército e Polícias Civil e Militar participaram de ações de segurança ostensiva no Jardim Catarina e no Complexo do Salgueiro

4.500 agentes estão nas ruas do Jardim Catarina e do Complexo do Salgueiro

4.500 agentes estão nas ruas do Jardim Catarina e do Complexo do Salgueiro

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO/16.07.2018

Seis pessoas foram presas em uma operação do Comando Conjunto da Intervenção nas comunidades Jardim Catarina e no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Mais de 4 mil homens das Forças Armadas e das polícias Civil e Militar participam de ações de segurança ostensiva.

Além das prisões, os agentes recuperaram quatro carros e uma moto e apreenderam um menor, um revólver, um fuzil, grande quantidade de drogas e uniformes militares. 

A operação envolve o cerco, a estabilização das áreas, desobstrução de vias e checagem de antecedentes criminais, segundo informou o Comando Conjunto. São empregados 4.300 militares das Forças Armadas, 120 policiais militares e 80 policiais civis, apoiados por tanques blindados, aeronaves e equipamentos de engenharia para a remoção das barricadas.

Na última sexta-feira (13), as Forças Armadas estiveram nas comunidades do Jardim Catarina e do Complexo do Salgueiro em uma operação para enfrentar suspeitos que controlam as atividades criminosas na região. Uma pessoa não identificada ficou levemente ferida no tiroteio e foi encaminhada a um hospital da região.

As duas ações se inserem no contexto das medidas implementadas pela Intervenção Federal na Segurança Pública do Estado. Desde seu início, em 16 de fevereiro deste ano, até o mês de maio, foram realizadas 203 operações monitoradas que contaram com a participação de 100 mil agentes, segundo dados do Observatório da Intervenção.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.