Membro da OAB-RJ diz que sequestrador da Lapa teve surto  

Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Álvaro Quintão, disse que homem de 43 anos agiu após ter sido vítima de uma tentativa de homicídio

Quintão acompanhou depoimento de preso na 5ª DP

Quintão acompanhou depoimento de preso na 5ª DP

Record TV

O secretário geral da OAB-RJ (Ordem dos Advogados do Brasil) e presidente da Comissão de Direitos Humanos, Álvaro Quintão, afirmou que o sequestrador que fez sete pessoas reféns durante oito horas em um bar na Lapa, região central do Rio de Janeiro, teve um surto.

Dona de bar diz que ainda sente medo após ser feita refém na Lapa

Após acompanhar o depoimento do homem de 43 anos na (5ª DP), na madrugada de sábado (30), Quintão disse que o caso se tratou "mais de um problema psicológico do que um crime em si".

"É um caso atípico. Há uma semana, ele foi vítima de uma tentativa de homicídio, na qual ele acabou se atracando com a pessoa, houve algum tipo de violência. Na última semana, ele vem tendo consequências desse episódio. E, hoje, ele teve um surto", explicou o membro da OAB-RJ.

Segundo amigos, o sequestrador, que mora em cima do bar, se irritava frequentemente com os eventos, além de mesas e cadeiras espalhadas pela calçada.

O crime teria sido motivado por um desentendimento dele com o gerente do estabelecimento há cerca de duas semanas.

Testemunhas disseram que o homem invadiu o Bar da Preta, na avenida Mem de Sá, por volta das 14h.  Ele aceitou liberar os dois últimos reféns, por volta de 22h40, após negociação com policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais).

Os militares utilizaram uma arma de choque para imobilizar o suspeito. Em seguida, ele foi encaminhado para receber atendimento no Hospital Souza Aguiar, na mesma região.

Com o sequestrador foram apreendidas três facas e garrafas com  gasolina, de acordo com a Polícia Militar.  Ele foi autuado em flagrante pelo crime de sequestro.

O homem deve ser encaminhado ao sistema prisional ainda hoje e passar por uma audiência de custódia na segunda-feira (2).