Mesmo com isolamento, cariocas frequentam praia de Copacabana

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a circulação de pessoas aumentou nesta semana em bairros onde há mais de casos da covid-19

Em dia de sol,  calçadão de Copacabana ficou movimentado

Em dia de sol, calçadão de Copacabana ficou movimentado

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO/04.04.2020

Em meio às medidas de isolamento social determinadas pelas autoridades para conter o avanço do novo coronavírus no município do Rio de Janeiro, onde há 36 mortes e 867 casos de covid-19, a frequência nas praias diminuiu, mas ainda houve registro de movimentação no calçadão de Copacabana, na zona sul, neste sábado (4).

RJ: um em sete casos de covid-19 em idosos resulta em morte

PM fiscalizou praias

PM fiscalizou praias

PM/Twitter

Pelo terceiro final de semana, a Polícia Militar fiscalizou praias e praças na tentativa de conscientizar a população sobre importância da quarentena para conter a disseminação do vírus.

Um levantamento da empresa CyberLabs apontou que os bairros que registram o maior número de casos do novo coronavírus passaram a ter as ruas mais movimentadas nesta semana.

Em comparação com a média histórica, a semana passada havia registrado uma queda de 85% na circulação; nesta semana, a variação foi menor: 80%.

Por meio de imagens de câmeras de monitoramento, a análise foi realizada nos bairros Barra da Tijuca (84), na zona oeste; Leblon (51), Ipanema (39), Copacabana (44) e Botafogo (29), na sul; e Tijuca (23), na norte, além do centro (4).